suprema corte

Presidente do STF diz que Brasil só se salva com a Constituição

Em encontro com senadores, Cármem Lúcia observa que momento é de "serenidade, de calma e de cumprimento da lei"

Marcela Balbino
Marcela Balbino
Publicado em 25/05/2017 às 20:27
Foto: STF
Em encontro com senadores, Cármem Lúcia observa que momento é de "serenidade, de calma e de cumprimento da lei" - Foto: STF
Leitura:

Em meio ao acirramento da crise política, ao decreto que autorizou uso das Forças Armadas e elevadas temperaturas em Brasília, a presidente do Supremo Tribunal Federal, Cármem Lúcia, pede prudência e racionalidade. Durante encontro com um grupo de senadores, nesta quinta-feira (25), a ministra ressaltou que o "Brasil se salva com a Constituição, ou vamos ter mais problemas."

O encontro aconteceu a pedido dos parlamentares, que queriam levar à ministra a ação apresentada ao STF contra o decreto presidencial autorizando o uso das Forças Armandas. Durante a reunião, no entanto, houve a revogação.

Durante a discussão sobre o cenário político, Cármem ponderou que “a hora é de serenidade, de calma e de cumprimento da lei”.

Após o escândalo envolvendo o presidente Michel Temer (PMDB) com as delações da JBS, o nome de Cármem Lúcia chegou a ser cogitado para assumir o mais alto posto da Nação, caso houvesse uma eleição indireta.

Participaram do encontro os senadores Randolfe Rodrigues (Rede/AP), Lindbergh Farias (PT/RJ), Gleisi Hoffmann (PT/PR), Lídice da Mata (PSB/BA), João Capiberibe (PSB/AP), Vanessa Grazziotin (PCdoB/AM) e o deputado Alessandro Molon (Rede/RJ).

Newsletters

Ver todas

Fique por dentro de tudo que acontece. Assine grátis as nossas Newsletters.

Últimas notícias