AGU

AGU vai cobrar sindicatos por depredação no Ministério da Agricultura

Segundo AGU, há provas 'contundentes' sobre danos causados em manifestação do dia 24 de maio em Brasília

Agência Brasil
Agência Brasil
Publicado em 30/05/2017 às 22:23
Foto: Reprodução/Internet
Segundo AGU, há provas 'contundentes' sobre danos causados em manifestação do dia 24 de maio em Brasília - FOTO: Foto: Reprodução/Internet
Leitura:

A advogada-geral da União, Grace Mendonça, disse nesta terça-feira (30), em São Paulo, que encaminhou um pedido de ressarcimento aos movimentos sociais e sindicais responsáveis pela manifestação do dia 24 de maio, em Brasília, pelos danos provocados ao Ministério da Agricultura.

“Vamos entrar ainda hoje com uma ação voltada a buscar reparação pelos prejuízos que foram causados ao patrimônio público no movimento realizado na semana passada”, disse a ministra a jornalistas após participar do Fórum de Investimentos Brasil 2017. Segundo ela, a AGU “tem provas contundentes” sobre os danos. Os prejuízos provocados pela depredação na sede do Ministério da Agricultura chegam a R$ 1,5 milhão, de acordo com a ministra.

Além da ação de hoje, o governo deve entrar com processos por estragos em outros prédios públicos. “Durante esta semana estamos ajuizando as demais ações [relacionadas a seis ministérios] para promover o ressarcimento e a reparação do patrimônio público que foi lesado, de modo inconstitucional. Atos de vandalismo não têm respaldo na Constituição Federal.”

Processo contra a JBS

Sobre eventuais irregularidades na atuação da JBS no mercado financeiro antes da delação de executivos da empresa vir à tona, Grace Mendonça disse que pedirá uma ação de reparação ao erário caso a Comissão de Valores Mobiliários (CVM) confirme a conduta ilícita.

Há informações de que o grupo J&F – que controla a JBS – operou no mercado financeiro para lucrar com os efeitos da delação premiada de seus controladores, que levou à forte queda na Bolsa de Valores e alta de 7,9% do dólar.

“A AGU já aguarda levantamento da CVM. A partir do momento em que se restar comprovado algum dano, algum prejuízo para o sistema, a AGU tem competência para mover as ações voltadas para buscar reparação desse prejuízo causado ao sistema.”

O jornalismo profissional precisa do seu suporte. Assine o JC e tenha acesso a conteúdos exclusivos, prestação de serviço, fiscalização efetiva do poder público e muito mais.

Apoie o JC

Últimas notícias