REFORMA TRABALHISTA

Compromisso é votar reforma antes do recesso, diz presidente do Senado

Eunício Oliveira afirmou que seu compromisso é votar o projeto que altera a legislação trabalhista no plenário da Casa antes do dia 17 de julho

Estadão Conteúdo
Estadão Conteúdo
Publicado em 28/06/2017 às 13:33
Foto: Luiz Alves/Agência Senado
Eunício Oliveira afirmou que seu compromisso é votar o projeto que altera a legislação trabalhista no plenário da Casa antes do dia 17 de julho - FOTO: Foto: Luiz Alves/Agência Senado
Leitura:

O presidente do Senado, Eunício Oliveira (PMDB-CE), afirmou nesta terça-feira (28), que seu compromisso é votar o projeto que altera a legislação trabalhista no plenário da Casa antes do dia 17 de julho, quando se inicia o recesso parlamentar. Parecer sobre a proposta deve ser votado ainda nesta quarta a Comissão de Constituição e Justiça (CCJ).

"O meu compromisso é de votar essa matéria na semana que vem. Se possível, na semana que vem, dando prazos regimentais. Se não for possível, vamos votar antes do recesso. Esse é o meu compromisso", afirmou Eunício.

Votação na CCJ

Para que a votação na CCJ seja concluída ainda nesta quarta, Eunício disse que deve atrasar o início da ordem do dia, permitindo que a discussão na comissão seja concluída.

"Se a sessão da CCJ votar hoje essa matéria, e eu espero que vote, vou inclusive atrasar o início da ordem do dia. Porque tenho compromisso nas comissões técnicas de não interromper debates importantes como este, que está sendo esperado pelo Brasil", afirmou o presidente do Senado.

Segundo ele, após a votação na comissão, deve ser aprovado requerimento para que o projeto tenha regime de urgência no plenário da Casa. Eunício, porém, nega atropelos."Vou seguir religiosamente o regimento da Casa. Não vou atropelar, mas também não vou aceitar qualquer tipo de tumulto na direção dos trabalhos", disse.

O jornalismo profissional precisa do seu suporte. Assine o JC e tenha acesso a conteúdos exclusivos, prestação de serviço, fiscalização efetiva do poder público e muito mais.

Apoie o JC

Últimas notícias