PSB

PSB altera nome na CCJ para somar voto contra reforma trabalhista

A troca é oficial e foi lida em plenário na tarde desta quarta-feira (28)

Estadão Conteúdo
Estadão Conteúdo
Publicado em 28/06/2017 às 18:40
Foto: José Cruz/Agência Brasil
A troca é oficial e foi lida em plenário na tarde desta quarta-feira (28) - FOTO: Foto: José Cruz/Agência Brasil
Leitura:

Definitivamente na oposição ao governo, os senadores do PSB optaram por alterar a composição da bancada na Comissão de Constituição e Justiça (CCJ) para somar mais um voto contrário à reforma trabalhista, que será analisada pelo colegiado nesta quarta-feira (28).

O partido possui duas cadeiras titulares na comissão, ocupadas pelos senadores Antonio Carlos Valadares (PSB-SE) e Roberto Rocha (PSB-MA). Como Rocha não se sentia à vontade de votar contra o governo, a senadora Lídice da Mata (PSB-BA) assumirá a vaga.

A troca é oficial e foi lida em plenário na tarde desta quarta (28). A modificação já vale para a votação da reforma trabalhista que acontece em breve.

Placar

Com a modificação, a oposição deve alcançar pelo menos 12 votos contra a reforma trabalhista na CCJ. A base do governo calcula 14 votos a favor do projeto. A oposição avalia que é difícil reverter mais votos, porém ainda tenta convencer senadores insatisfeitos da base a faltarem à votação.

O jornalismo profissional precisa do seu suporte. Assine o JC e tenha acesso a conteúdos exclusivos, prestação de serviço, fiscalização efetiva do poder público e muito mais.

Apoie o JC

Últimas notícias