RACHA

Renan Calheiros deve deixar liderança do PMDB nesta quarta-feira

Ex-presidente do Senado, Renan (PDMB-AL) entrou em nova discussão com o governo e Romero Jucá (PMDB-RR) após divergência sobre reforma trabalhista

JC Online
JC Online
Publicado em 28/06/2017 às 14:55
Foto: ABr
Ex-presidente do Senado, Renan (PDMB-AL) entrou em nova discussão com o governo e Romero Jucá (PMDB-RR) após divergência sobre reforma trabalhista - FOTO: Foto: ABr
Leitura:

O senador Renan Calheiros (PMDB-AL) deve deixar a liderança da legenda no Senado nesta quarta-feira (28). A confirmação deve vir apenas por volta das 16h, durante a sessão plenária da Casa legislativa. A movimentação ocorre um dia depois do alagoano discutir com Romero Jucá, relator da reforma trabalhista na Comissão de Constituição e Justiça (CCJ).

Informações de bastidores, dão conta de Jucá, líder do governo, iniciou nesta quarta, a coleta de assinaturas de peemedebistas, pedindo a saída de Renan da liderança da legenda. Como conseguiu maioria, Calheiros espera agora só a definição de um novo nome para fazer o anúncio.

Nessa terça-feira (27), Rena Calheiros fez duras críticas à reforma trabalhista e ao governo, exigindo que fosse analisada a proposta de um novo calendário para votação da proposta, que será apreciada hoje na Comissão de Constituição e Justiça, último estágio antes de ser levada para votação em plenário.

Novo líder

De acordo com a Folha de São Paulo, PMDB já discute a substituição do líder do partido no Senado. Entre os mais cotados está o nome de Jader Barbalho (PA), que na terça fez um discurso bastante crítico em plenário às ações do Ministério Público Federal e da Operação Lava Jato. Outra possibilidade seria colocar o senador Garibaldi Alves (RN).

 

O jornalismo profissional precisa do seu suporte. Assine o JC e tenha acesso a conteúdos exclusivos, prestação de serviço, fiscalização efetiva do poder público e muito mais.

Apoie o JC

Últimas notícias