Caravana

Após 14 anos, Lula volta a Brasília Teimosa

Dilma Rousseff e políticos locais, como o ex-prefeito do Recife, João Paulo (PT) , acompanharam o petista na visita

JC Online
JC Online
Publicado em 26/08/2017 às 12:44
Foto: Roberto Stuckert Filho / Divulgação
Dilma Rousseff e políticos locais, como o ex-prefeito do Recife, João Paulo (PT) , acompanharam o petista na visita - FOTO: Foto: Roberto Stuckert Filho / Divulgação
Leitura:

O ex-presidente Lula retornou a Brasília Teimosa exatamente 14 anos depois de sua primeira visita ao bairro da Zona Sul do Recife, em 2003. Lula esteve acompanhado da também ex-presidente Dilma Rousseff de políticos locais, como o ex-prefeito do Recife, João Paulo (PT).

Lula foi recebido por cerca de 500 pessoas na orla da praia de Brasília Teimosa. Ele caminhou pelas ruas do bairro e conversou com alguns moradores. "Estamos vendo a esperança nele. Ele vai ser o nosso futuro presidente", afirmou uma moradora, que falou com o ex-presidente, em entrevista à Rádio Jornal. Essa é a última parada da caravana do petista em Pernambuco, que seguirá para João Pessoa na Paraíba.

REENCONTRO

Uma das casas visitadas pelo ex-presidente foi a do pescador José Severino da Silva Barros, conhecido como Zé da Praia. O morador era dono de um barraco visitado por Lula no início do primeiro mandato. Neste sábado, o petista revisitou a casa por aproximadamente 15 minutos com a comitiva. A imprensa não foi autorizada a acompanhar a visita.

O pescador havia afirmado antes da visita, em entrevista ao Blog de Jamildo, que é eleitor do petista desde 2002, ano em que ele venceu as eleições para o primeiro mandato de Presidente da República. Zé da Praia havia cedido em 2003 a casa para Lula passar até a palafita, que também pertencia ao pescador, mesmo que não utilizada por ele.

Há 14 anos, quando visitou a localidade, Lula anunciou a remoção das palafitas e a transferência das famílias para o Residencial Casarão do Cordeiro, na Zona Oeste do Recife. Na época, foram investidos R$ 9 milhões para a urbanização do bairro de Brasília Teimosa e R$ 2,6 milhões na construção do residencial.

O jornalismo profissional precisa do seu suporte. Assine o JC e tenha acesso a conteúdos exclusivos, prestação de serviço, fiscalização efetiva do poder público e muito mais.

Apoie o JC

Últimas notícias