Lava Jato

TRF4 aumenta em nove anos a pena do ex-deputado Pedro Corrêa

8ª Turma do Tribunal Regional Federal da 4ª Região (TRF4) seguiu o voto do relator que rejeitou a apelação criminal do ex-parlamentar

Editoria de Política
Editoria de Política
Publicado em 14/09/2017 às 11:59
Bob Fabisak / JC Imagem
8ª Turma do Tribunal Regional Federal da 4ª Região (TRF4) seguiu o voto do relator que rejeitou a apelação criminal do ex-parlamentar - FOTO: Bob Fabisak / JC Imagem
Leitura:

A 8ª Turma do Tribunal Regional Federal da 4ª Região (TRF4) decidiu pelo aumento de nove anos na pena do ex-deputado federal Pedro Corrêa (ex-PP) no julgamento da sua apelação criminal. Por unanimidade, os membros seguiram o voto do relator, o desembargador federal João Pedro Gebran Neto.

Pedro Corrêa havia sido condenado pela 13ª Vara Federal de Curitiba a 20 anos, 7 meses e 10 dias de reclusão pelos crimes de corrupção passiva e lavagem de dinheiro cometidos em outubro de 2015, no âmbito da Operação Lava Jato.
Com o julgamento do TRF4, a pena passa a ser de 29 anos, 5 meses e 10 dias.

O aumento se deu por conta do ex-deputado pernambucano ter condições sociais e intelectuais de reconhecer e resistir à prática do ilícito, a chamada "culpabilidade negativa". Ele foi condenado em 1ª instância por ter sido intermediário no pagamento de quantias por empreiteiras à estatal Petrobrás.

Corrê é uma das testemunhas de acusação do ex-presidente Lula em que o petista é acusado de liderar um esquema de recebimento de R$ 75 milhões em propina pagas pela Odebrecht em oito contratos com a Petrobrás.

Defesa

A defesa do ex-deputado diz acreditar que a sua pena será revista após a homologação do acordo de delação premiada que será firmado por ele com o Ministério Público Federal. 

O jornalismo profissional precisa do seu suporte. Assine o JC e tenha acesso a conteúdos exclusivos, prestação de serviço, fiscalização efetiva do poder público e muito mais.

Apoie o JC

Últimas notícias