LAVA JATO

PGR pediu bloqueio de R$ 7,3 mi de alvos da 47ª fase da Lava Jato

Três empresas e sete pessoas são investigadas por desvios na Transpetro

Estadão Conteúdo Estadão Conteúdo
Estadão Conteúdo
Estadão Conteúdo
Publicado em 21/11/2017 às 13:18
Foto: Fabio Rodrigues Pozzebom/Agência Brasil
Três empresas e sete pessoas são investigadas por desvios na Transpetro - FOTO: Foto: Fabio Rodrigues Pozzebom/Agência Brasil
Leitura:

A força-tarefa da Operação Lava Jato pediu ao juiz federal Sérgio Moro o bloqueio de bens no valor de R$ 7,3 milhões de três empresas e sete investigados por desvios na Transpetro.

Entre os alvos da nova fase, deflagrada nesta terça-feira (21) e batizada de Sothis, está José Antônio Jesus, o ex-gerente da subsidiária da Petrobras. Os parentes do agente público também são investigados sob suspeita de terem atuado como laranjas nos repasses ao agente público aposentado.

O grupo é suspeito de operacionalizar o recebimento de propinas pagas por uma empresa de engenharia, entre setembro de 2009 e março de 2014. Os investigadores suspeitam de que valores fornecidos a José Antônio foram repassados em benefício do PT e que, de forma independente, a mesma empresa fez repasses ao PMDB a pedido da presidência da Transpetro.

Últimas notícias