Pronunciamento

Lula volta para Sindicato dos Metalúrgicos carregado por manifestantes

Após o discurso, onde afirmou que iria se entregar à Polícia Federal, Lula entrou pela porta principal da sede do sindicato nos braços dos manifestantes

Maria Luisa Ferro
Maria Luisa Ferro
Publicado em 07/04/2018 às 13:50
Ricardo Stuckert/Instituto Lula
Após o discurso, onde afirmou que iria se entregar à Polícia Federal, Lula entrou pela porta principal da sede do sindicato nos braços dos manifestantes - FOTO: Ricardo Stuckert/Instituto Lula
Leitura:

O ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva voltou para a sede do Sindicato dos Metalúrgicos do ABC após fazer discurso neste sábado (7) na rua em frente ao edifício. Lula entrou pela porta principal e carregado pelos manifestantes. A entrada do prédio precisou ser fechada, porque as pessoas que estavam na rua tentaram invadir o edifício. Um mulher passou mal. A expectativa é de que Lula deixe o prédio pelo subsolo e por uma saída lateral.

No piso térreo do prédio, os militantes gritaram "não se entrega" quando Lula passou. Muitas pessoas ficaram emocionadas e estavam chorando. A ex-presidente Dilma Rousseff também entrou no prédio após seu discurso, mas por uma entrada lateral.

Após o fim do discurso, apoiadores do petista começaram a gritar "eu sou Lula" em frente ao prédio onde ele deve ficar detido, em Curitiba. Em sua fala, o ex-presidente havia dito que cada um dos militantes a partir de agora seria chamado de "Lula", e não mais com seus próprios nomes.

Acesso à PF em Curitiba é fechado para veículos

A Polícia Militar e a companhia de trânsito de Curitiba bloquearam o acesso de veículos nas ruas ao redor da Polícia Federal na capital paranaense. Manifestantes, no entanto, não foram impedidos de continuar em frente ao prédio da Superintendência da PF. No inicio da tarde deste sábado (7), grupos de apoio ao petista se concentram na área.

A polícia diz que ainda não há motivo de isolar o local e monitora a provável vinda de manifestantes contrários a Lula para executar uma ação mais ostensiva.

O jornalismo profissional precisa do seu suporte. Assine o JC e tenha acesso a conteúdos exclusivos, prestação de serviço, fiscalização efetiva do poder público e muito mais.

Apoie o JC

Últimas notícias