PRISÃO DE LULA

Manifestantes impedem Lula de sair do Sindicato dos Metalúrgicos

Militantes amontoados nas três saídas do Sindicato não deixaram o ex-presidente sair de carro para se entregar à PF

Fillipe Vilar
Fillipe Vilar
Publicado em 07/04/2018 às 17:42
Foto: Nelson Almeida / AFP
Militantes amontoados nas três saídas do Sindicato não deixaram o ex-presidente sair de carro para se entregar à PF - FOTO: Foto: Nelson Almeida / AFP
Leitura:

O ex-presidente Lula tentou sair do prédio do Sindicato dos Metalúrgicos, em São Bernardo do Campo, na região do ABC paulista, em São Paulo, mas foi impedido por manifestantes. Ele está entrincheirado no prédio do sindicato desde a última sexta (6), dia designado pelo juiz Sérgio Moro para que ele se entregasse à Polícia Federal (PF), para que seja encaminhado à prisão.

Saídas bloqueadas

Os manifestantes se amontoam em frente às três saídas do prédio do sindicato. O ex-presidente chegou a entrar em um carro da cor prata para ir embora, mas os militantes não deixaram ele sair. Lula então foi levado de volta ao prédio por seguranças.

Em um discurso de 55 minutos na tarde deste sábado (7), Lula confirmou que iria se entregar. Em sua fala, o ex-presidente fez acusações ao Judiciário, ao Ministério Público e à Imprensa. No mesmo discurso, Lula afirmou que “não era uma mais um ser humano, mas uma ideia”.

O jornalismo profissional precisa do seu suporte. Assine o JC e tenha acesso a conteúdos exclusivos, prestação de serviço, fiscalização efetiva do poder público e muito mais.

Apoie o JC

Últimas notícias