GOVERNO

Temer: Enquanto pessoas protestam, a caravana do governo trabalha

O presidente Temer destacou, durante discurso, que o governo não vai se ''incomodar com críticas''

Bianca Sousa
Bianca Sousa
Publicado em 12/04/2018 às 12:28
Foto: Evaristo Sá/AFP
O presidente Temer destacou, durante discurso, que o governo não vai se ''incomodar com críticas'' - FOTO: Foto: Evaristo Sá/AFP
Leitura:

Em um discurso de 40 minutos, o presidente Michel Temer voltou a dizer que manteve a "equação político-partidária" ao formar seu novo ministério "porque no passado deu certo" e pediu que os novos titulares da Esplanada não se incomodem com críticas. "Não vamos nos incomodar com críticas. Não vamos nos incomodar com aqueles que querem dizer "ah, não pode, etc, isso aquilo". "Nós vamos em frente. Enquanto as pessoas protestam, a caravana aqui do governo vai trabalhar", concluiu.

No seu discurso, ao ressaltar a recuperação econômica, o presidente não falou explicitamente sobre as denúncias que teve que derrubar na Câmara dos Deputados e nem sobre as operações que investigam pessoas de seu entorno, mas afirmou que algumas situações que "poderiam embaraçar o governo" serviram de "combustível". Segundo ele, ações foram tomadas sem embargo das dificuldades. "Podemos hoje reunir o novo ministério sob o império do sucesso", disse.

De acordo com Temer, o trabalho a ser desempenhado será o da continuidade. "Que possamos prosseguir com as mesmas teses, os mesmos programas e, consequentemente, com as mesmas vitórias", afirmou.

A reunião ministerial da manhã desta quinta (12) foi a primeira entre o presidente Temer e os onze novos ministros nomeados, após a desincompatibilização dos antecessores em função da eleição.

O jornalismo profissional precisa do seu suporte. Assine o JC e tenha acesso a conteúdos exclusivos, prestação de serviço, fiscalização efetiva do poder público e muito mais.

Apoie o JC

Últimas notícias