PEDIDO DE SUSPENSÃO

PSDB vai recorrer contra decisão de soltar condenados em 2ª instância

O vice-presidente jurídico do PSDB e líder da bancada em 2019, Carlos Sampaio, avisou que o partido vai ingressar com pedido de suspensão da liminar

Kevin Fonseca
Kevin Fonseca
Publicado em 19/12/2018 às 16:18
Foto: Marcelo Camargo/ Agência Brasil
O vice-presidente jurídico do PSDB e líder da bancada em 2019, Carlos Sampaio, avisou que o partido vai ingressar com pedido de suspensão da liminar - Foto: Marcelo Camargo/ Agência Brasil
Leitura:

O vice-presidente jurídico do PSDB e líder da bancada em 2019, o deputado federal Carlos Sampaio (SP), avisou nesta quarta-feira (19) que o partido vai ingressar com um pedido de suspensão da liminar do ministro Marco Aurélio Mello, do Supremo Tribunal Federal (STF), que concede a soltura dos condenados em segunda instância.  

Em nota, a assessoria de Sampaio informou que a medida é inaceitável e contraria decisões anteriores da Suprema Corte. Segundo o deputado, soltar determinados condenados é colocar em risco a sociedade.

“Inaceitável a decisão do Ministro Marco Aurélio que, contrariando a decisão do STF, tribunal que ele integra, determinou a soltura de todos os presos condenados após 2ª instância, incluindo o ex-presidente [Luiz Inácio] Lula [da Silva].”

Ameaça

Sampaio alertou que a sociedade está sob ameaça. “Além de oferecer riscos à sociedade, essa inadmissível decisão aumenta o sentimento de impunidade e atenta contra a Justiça. Espero, sinceramente, que essa liminar seja imediatamente reformada, restabelecendo-se a tranquilidade jurídica no país.”

Newsletters

Ver todas

Fique por dentro de tudo que acontece. Assine grátis as nossas Newsletters.

Últimas notícias