Reunião de balanço

Temer destaca habilidades de Kassab e evitar citar ação da PF

O presidente disse que a área científica não é fácil e que houve uma pacificação das áreas em decorrência das 'habilidades extraordinária' de Kassab

Marina Costa
Marina Costa
Publicado em 19/12/2018 às 10:43
Antonio Cruz/ Agência Brasil
O presidente disse que a área científica não é fácil e que houve uma pacificação das áreas em decorrência das 'habilidades extraordinária' de Kassab - Antonio Cruz/ Agência Brasil
Leitura:

Na reunião de balanço de seus dois anos e oito meses de governo com sua equipe ministerial, nesta quarta-feira (19), no Palácio do Planalto, o presidente Michel Temer preferiu não comentar os mandados de busca e apreensão executados pela Polícia Federal em endereços do ministro de Ciência, Tecnologia, Inovações e Comunicações, Gilberto Kassab, de políticos do Rio Grande do Norte e empresários.

Ao mencionar o ministério comandado por Kassab, Temer destacou que a área científica não é fácil e que houve uma pacificação das áreas em decorrência de sua “habilidade extraordinária”.

O acesso ao local da reunião foi fechado à imprensa. Kassab deixou o Palácio do Planalto sem falar com os jornalistas.

Investigações

Mais cedo, por meio de nota, Kassab disse confiar na Justiça e mostrou-se disposto a prestar esclarecimentos. Também afirmou que “seus atos seguiram a legislação e foram pautados pelo interesse público”.

As investigações se sustentam em informações transmitidas durante delações premiadas de executivos da J&F. O objetivo é apurar suposto recebimento de vantagens indevidas por parte de Kassab enquanto era prefeito de São Paulo, no período de 2010 a 2016.

Os policiais federais chegaram cedo ao apartamento de Kassab, no bairro dos Jardins, em São Paulo. Também são investigados candidatos ao governo do Rio Grande do Norte e um deputado federal eleito.

Newsletters

Ver todas

Fique por dentro de tudo que acontece. Assine grátis as nossas Newsletters.

Últimas notícias