DIÁLOGO

Mourão contrapõe fala de Carlos: 'Democracia é fundamental'

Presidente em exercício, Hamilton Mourão destacou que é possível fazer mudanças no país por meio do diálogo

Estadão Conteúdo
Estadão Conteúdo
Publicado em 10/09/2019 às 15:28
Notícia
Foto: Valter Campanato/Agência Brasil
O vice-presidente do Brasil, Hamilton Mourão, disse que foi "covardia" as agressões sofridas por jornalistas - FOTO: Foto: Valter Campanato/Agência Brasil
Leitura:

O presidente em exercício, Hamilton Mourão, afirmou que as declarações do vereador Carlos Bolsonaro (PSC-RJ) são "problema dele". Em contraponto ao filho do presidente Jair Bolsonaro, Mourão defendeu que a democracia é "fundamental" e que é "lógico" que é possível fazer mudanças no País por meio do diálogo com o Congresso.

"Lógico, senão a gente não tinha sido eleito", disse Mourão ao ser questionado se é possível fazer as mudanças que o governo quer por vias democráticas. "Temos que negociar com a rapaziada do outro lado da Praça (dos Três Poderes). É assim que funciona. Com clareza, determinação e muita paciência", afirmou.

Na última segunda-feira (9), nas redes sociais, Carlos disse que por meios democráticos não haverá as mudanças rápidas desejadas no País. Perguntando diretamente sobre a fala do vereador, Mourão respondeu: "Carlos Bolsonaro, vocês perguntam para ele". "Isso é problema dele, pergunte a ele", reagiu sobre o fato de Carlos ter dado entendimento contrário.

Mourão foi questionado sobre o assunto na entrada do Palácio do Planalto, onde continua despachando do gabinete da vice-presidência na ausência de Bolsonaro. Ele deve permanecer interinamente no cargo até quinta-feira, 12.

"(A democracia é) Fundamental, são pilares da civilização ocidental. Vou repetir para você: pacto de gerações, democracia, capitalismo e sociedade civil forte. Sem isso, a civilização ocidental não existe", declarou o vice aos jornalistas.

Resposta de Ciro 

O ex-ministro da Fazenda Ciro Gomes, candidato à Presidência da República no pleito de 2018, reagiu duramente ao post feito pelo vereador Carlos Bolsonaro (PSL-RJ).

"Veja, esse rapaz é um percevejo desses que infestam a vida brasileira e, portanto, ele não merecia qualquer tipo de reflexão. O problema é que ele é um filhote do Bolsonaro e ele só pode merecer uma reflexão na proporção que isso representar um pensar do Bolsonaro", disse Ciro, que participou como espectador dos debates travados nesta terça-feira, 10, do 16º Fórum de Economia que a Fundação Getulio Vargas (FGV) realiza desde segunda (9) na capital paulista.

O jornalismo profissional precisa do seu suporte. Assine o JC e tenha acesso a conteúdos exclusivos, prestação de serviço, fiscalização efetiva do poder público e muito mais.

Apoie o JC

Últimas notícias