presidente

Praia, sol e mar. O réveillon 2020 de Jair Bolsonaro na Bahia sem primeira-dama Michelle

Presidente visitou o Farol da Barra, em Salvador, sob gritos de ''mito''

JC Online
JC Online
Publicado em 30/12/2019 às 15:16
Notícia
Foto: Reprodução/Twitter
Presidente visitou o Farol da Barra, em Salvador, sob gritos de ''mito'' - FOTO: Foto: Reprodução/Twitter
Leitura:

Na Bahia para passar o ano novo junto com sua filha Laura, o presidente Jair Bolsonaro resolveu dar um passeio nesta segunda-feira (3) no Farol da Barra, um dos principais cartões-postais de Salvador.

Aos gritos de "mito", ele posou para fotos, acenou e cumprimentou correligionários. O presidente está instalado na Base Naval de Aratu, onde outros presidentes também passaram a virada de ano, como Lula e Dilma Roussef.

Sem Michelle

A primeira-dama Michele Bolsonaro não viajou junto com o presidente para a Bahia. Apenas a filha mais nova, Laura, o acompanha. Michele será submetida a um procedimento cirúrgico. Na última sexta-feira (27), a própria primeira-dama falou com jornalistas e disse que o procedimento "não é grave".

Trollada no fim de ano

No fim de semana, Bolsonaro postou vídeo de 9 minutos e meio em que goza de analistas, adversários político e desafetos com uma coleção de imagens em que personagens como o jornalista Reinaldo Azevedo, o ex-presidente Lula (PT) e o humorista Rafinha Bastos aparecem desdenhando da possibilidade de o então capitão da reserva ganhar as eleições 2018.

"Um passado recente que não pode ser esquecido! Esses mesmos atores continuam ressentidos, e tudo fazem para sabotar o Governo. Novos personagens, agora do Rio de Janeiro, se unem a esses de ontem, com a mesma intenção: caluniar, difamar, desgastar o Presidente Jair Bolsonaro", diz a descrição do vídeo na conta oficial de Bolsonaro.

A referência direta na descrição é ao governador do Rio de Janeiro, Wilson Witzel (PSC), aliado de primeira ordem de Jair Bolsonaro que acabou se tornando agora um adversário. Nos bastidores, o político é cotado até para disputar a Presidência da República em 2022.

Últimas notícias