De olho em 2022

Luciano Huck para presidente e Flávio Dino como vice, noticia Ricardo Noblat

Segundo o jornalista, o apresentador Luciano Huck e o governador do Maranhão, Flávio Dino (PCdoB), já se encontraram em particular pelo menos duas vezes

Editoria de Política
Editoria de Política
Publicado em 01/01/2020 às 20:17
Notícia
Foto: Reprodução
Segundo o jornalista, o apresentador Luciano Huck e o governador do Maranhão, Flávio Dino (PCdoB), já se encontraram em particular pelo menos duas vezes - FOTO: Foto: Reprodução
Leitura:

O jornalista Ricardo Noblat, da Revista Veja, apontou nesta quarta-feira (1º) a possibilidade do apresentador Luciano Huk encabeçar uma chapa para concorrer à Presidência da República tendo como vice o governador do Maranhão, Flávio Dino (PCdoB). Ele afirma que os dois já se encontraram sozinhos pelo menos duas vezes para discutir sobre o pleito, mas o ex-presidente Fernando Henrique Cardoso (PSDB) sempre está atento a essas movimentações. "Tudo acompanha, interessado", diz Noblat.

>> Luciano Huck é chamado de 'presidente' pelo público do Rec'n'Play

Dino integra o movimento suprapartidário "Direitos Já", de oposição ao governo Jair Bolsonaro e defesa do estado democrático de direito e da democracia, do qual FHC também participa.

“Com muita honra, sou aquele que Bolsonaro considera o pior governador do Brasil”, disse o governador maranhense em discurso durante o evento de lançamento do movimento. 

Ele faz referência a uma fala do presidente Jair Bolsonaro (Sem partido) durante conversa informal com o ministro da Casa Civil, Onyx Lorenzoni, quando disse que "dos governadores de 'Paraíba', o pior é o do Maranhão".

Em 2018, Dino foi reeleito governador do Maranhão coligado com o PT, mas também com diversas siglas não alinhadas à esquerda, como DEM, PP e PRB.

Huck

Segundo Ricardo Noblat, apesar de Luciano Huck negar que vai disputar as eleições presidenciais em 2022, nos bastidores ele admite o seu desejo.

Ele aponta que Huck já tem um partido para lançar-se candidato: O Cidadania, ex-PPS, presidido por Roberto Freire. Ele aponta o apresentador como uma "alternativa democrática" para o País. 

Últimas notícias