SECRETARIA DE CULTURA

Olavo de Carvalho deve ter influência na escolha do substituto de Roberto Alvim, diz colunista

Integrantes da ala militar do governo defendem que um artista apoiador do presidente seja nomeado para a vaga de Alvim

Marcelo Aprigio
Marcelo Aprigio
Publicado em 18/01/2020 às 11:00
Notícia
Foto: Reprodução/Redes Sociais
Integrantes da ala militar do governo defendem que um artista apoiador do presidente seja nomeado para a vaga de Alvim - FOTO: Foto: Reprodução/Redes Sociais
Leitura:

O substituto de Roberto Alvim, exonerado da Secretaria Especial da Cultura nesta sexta-feira (17), após parafrasear ministro nazista, deve ter a aprovação do escritor Olavo de Carvalho. Segundo a jornalista Andréia Sadi, da GloboNews, assessores do ex-secretario aguardam a definição do novo secretário e avaliam que o guru bolsonarista deve ter influência.

>> Após fala semelhante a de ministro de Hitler, Bolsonaro demite secretário de Cultura

Integrantes da ala militar do governo defendem, junto ao presidente Jair Bolsonaro (sem partido), que seja nomeado um artista apoiador do mandatário para a vaga de Alvim. Segundo ele, a área é muito ideológica e o governo não pode errar outra vez. Nesta sexta, também, a atriz Regina Duarte, conhecida por suas posições mais à direita, confirmou que foi convidada pelo governo federal para assumir o lugar de Alvim. Ela prometeu responder sobre a proposta até este sábado (18).

A atriz já havia sido chamada anteriormente para o posto por Bolsonaro, mas recusou. Ela teria dito a interlocutores que ficou animada com o convite, mas está em dúvida sobre assumir a posição. Regina revelou ainda que não está preparada para assumir a posição no governo. "Se tem um ministério complicado é esse. Uma secretaria difícil é essa, né?", interrogou.

A demissão de Alvim e sua consequente substituição reacendeu o debate manutenção da Cultura no Ministério do Turismo. A secretaria foi transferida do Ministério da Cidadania para pasta comandada por Marcelo Alvaro Antonio (PSL-MG), em novembro de 2019, porque o ministro Osmar Terra (MDB-RS), titular da Cidadania, discordava das políticas de Alvim, que foi indicado pelo presidente.

'Averiguar'

Ainda nesta sexta-feira (17), o ministro-chefe da Casa Civil, Onyx Lorenzoni (DEM-RS), afirmou à jornalista Andréia Sadi que o governo procurando quem substituirá o ex-secretário. Já o porta-voz da Presidência da República, Otávio Rego Barros, disse que vai “averiguar” quem será escolhido para chefiar a pasta.

O jornalismo profissional precisa do seu suporte. Assine o JC e tenha acesso a conteúdos exclusivos, prestação de serviço, fiscalização efetiva do poder público e muito mais.

Apoie o JC

Últimas notícias