TRETA NAS REDES SOCIAIS

Após fim de motim no Ceará, Sergio Moro rebate críticas de Ciro Gomes

O presidente Jair Bolsonaro também se manifestou após as críticas de Ciro, defendeu Moro e disse ''não somos psiquiatras''

JC Online
JC Online
Publicado em 02/03/2020 às 11:22
Notícia
Fotos: Agência Brasil
O presidente Jair Bolsonaro também se manifestou após as críticas de Ciro, defendeu Moro e disse ''não somos psiquiatras'' - FOTO: Fotos: Agência Brasil
Leitura:

O ministro da Justiça e Segurança Pública, Sergio Moro, foi ao Twitter rebater críticas do ex-candidato à presidência e ex-governador Ciro Gomes (PDT) sobre o fim do motim da Polícia Militar no Estado do Ceará, que ocorreu na noite desse domingo (1º).

Após o fim do motim, Ciro escreveu, também no Twitter: "Aprende, Bolsonaro e seu capanga Moro: no Ceará está o seu pior pesadelo!". Já na manhã desta segunda-feira (2), Moro respondeu afirmando que "a crise no Ceará só foi resolvida pela ação do Governo Federal, Forças Armadas e Força Nacional que protegeram a população e garantiram a segurança".

>> Moro autoriza envio de Força Nacional de Segurança Pública para o Ceará

>> Moro se diz contra paralisação de PMs, mas pontua que eles "não podem ser tratados como criminosos"

Ainda de acordo com o ministro, "explorar politicamente o episódio, ofender policiais ou atacá-los fisicamente só atrapalharam. Apesar dos Gomes, a crise foi resolvida", alfinetou. Em outra publicação, Moro comentou que recebeu com felicidade o fim da greve.

JAIR BOLSONARO

O presidente da República, Jair Bolsonaro (sem partido), também se manifestou sobre o episódio e saiu em defesa de Sergio Moro. "Não somos psiquiatras! Parabenizo o Ministro Moro e envolvidos!", escreveu.

O jornalismo profissional precisa do seu suporte. Assine o JC e tenha acesso a conteúdos exclusivos, prestação de serviço, fiscalização efetiva do poder público e muito mais.

Apoie o JC

Últimas notícias