Mata Sul

Acordo não envolve candidatura de Enoelino, diz Eduardo Coutinho

Prefeito de Água Preta afirma que acordo foi fechado na Casa Civil do Palácio

Ciro Carlos Rocha
Ciro Carlos Rocha
Publicado em 13/12/2011 às 0:14
Leitura:

O “pacotão” político articulado pelo PSB na Mata Sul – unindo duas famílias historicamente inimigas, Magalhães e Coutinho –, teve a Casa Civil do governo do Estado como cenário e o governador Eduardo Campos e o secretário-anfitrião Tadeu Alencar como comandantes. Lá, no gabinete do secretário, foi consolidada não apenas a união entre os clãs, como também a definição dos apoios e nomes que seriam lançados em pelo menos cinco municípios da região – Palmares, Água Preta, Joaquim Nabuco, Xexéu e Maraial.

A informação foi confirmada nesta segunda (12) pelo prefeito de Água Preta, Eduardo Coutinho (PSB), pai do deputado estadual João Fernando Coutinho (PSB). O gestor, no entanto, fez uma “correção” em relação às informações publicadas na edição desta seguda do JC: em Palmares, o acordo prevê o apoio ao atual vice-prefeito do município, João Bezerra (PSB), para a prefeitura em 2012 e não ao ex-deputado estadual Enoelino Magalhães, ex-DEM, outrora inimigo político de Eduardo Coutinho, e agora também no PSB.

“O acordo previu a entrada de Enoelino e Eudo Magalhães no PSB e o apoio a Eudo para a Prefeitura de Xexéu, mas em Palmares Enoelino não seria o candidato a prefeito. Ele ficará responsável por indicar o candidato a vice, que deve ser sua filha, Carolina Magalhães, que está filiada ao PSD”, afirmou Eduardo Coutinho, que completou: “Tudo foi feito a partir de conversas entre os deputados estaduais João Fernando Coutinho e Clodoaldo Magalhães (PTB, filho de Enoelino), que representam a nova geração da política na região e iniciaram o entendimento. E isto a pedido do governador Eduardo Campos, com o objetivo de fortalecer o PSB na Mata Sul”, enfatizou.

Por mais que tenha sido feito a pedido de Eduardo Campos, o acerto em Palmares terminou por acarretar desgastes entre os próprios aliados do governador, como o deputado estadual Aluísio Lessa (PSB), seu ex-secretário de Articulação Política. O parlamentar, que, embora tenha transferido seu domicílio eleitoral para Goiana, tem base em Palmares, apoia o prefeito Beto da Usina, com quem o vice, João Bezerra, está rompido.

O jornalismo profissional precisa do seu suporte. Assine o JC e tenha acesso a conteúdos exclusivos, prestação de serviço, fiscalização efetiva do poder público e muito mais.

Apoie o JC

Últimas notícias