Eleições nos EUA

Romney vence primárias republicanas em Porto Rico

De acordo com a Comissão Eleitoral de Porto Rico, com aproximadamente 61% das urnas apuradas, Romney tinha 83% dos votos

Milton Raulino
Milton Raulino
Publicado em 19/03/2012 às 7:11
Leitura:

O candidato republicano Mitt Romney conquistou uma grande vitória na primária do partido em Porto Rico (território norte-americano), neste domingo (18), reforçando sua posição como favorito na corrida para decidir quem enfrentará o presidente democrata Barack Obama nas eleições presidenciais de 6 de novembro.

De acordo com a Comissão Eleitoral de Porto Rico, com aproximadamente 61% das urnas apuradas, Romney tinha 83% dos votos. O candidato Rick Santorum aparecia em segundo, com pouco menos de 8%. Newt Gingrich estava na terceira colocação, com 2%, seguido por Ron Paul, com apenas 1% dos votos.

A grande diferença de votos permitiu ao representante da comissão eleitoral de Porto Rico, Jose Enrique Melendez, declarar oficialmente a vitória de Romney neste domingo à noite. "Esta extraordinária vitória sinaliza que os republicanos poderão contar com um grande apoio da comunidade hispânica nas próximas eleições", disse Romney.

A ilha não é considerada oficialmente Estado dos EUA, mas pode ser um demonstrativo de como votam os hispânicos americanos. Nas primárias porto-riquenhas estavam em jogo 20 delegados (conquistados por Romney), além de três "superdelegados", mas os residentes da ilha (de 3,8 milhões de habitantes), embora sejam cidadãos dos EUA, por uma lei de 1917, não têm direito a votar nas presidenciais de 6 de novembro.

Um aspirante a candidato - pelo Partido Republicano - precisa de 1.144 delegados para ser designado. Até agora, o moderado Romney conseguiu 496 delegados, seguido pelo conservador Santorum, com 236, Gingrich com 141 e Paul com 66.

Apesar da vitória deste domingo em Porto Rico, Romney fez campanha no Estado crítico de Illinois visando às primárias de terça-feira. No Estado da Louisiana as primárias ocorrem no sábado. As informações são da Dow Jones.

O jornalismo profissional precisa do seu suporte. Assine o JC e tenha acesso a conteúdos exclusivos, prestação de serviço, fiscalização efetiva do poder público e muito mais.

Apoie o JC

Últimas notícias