Sertão

Emoção e padrinhos no fim do guia em Petrolina

Eduardo e Lula pedem votos para Fernando e Odacy, respectivamente. Lossio destaca seus programas

Roseanne Albuquerque
Roseanne Albuquerque
Publicado em 04/10/2012 às 7:09
Leitura:

No último guia eleitoral majoritário de TV, veiculado nesta quarta-feira (3), os candidatos de Petrolina, Sertão, apostaram nos “padrinhos” e na emoção, na tentativa de cativar os eleitores. A exceção foi o candidato Rosalvo Antonio (PSOL), que se despediu da mesma maneira que conduziu toda a sua mídia de TV: cutucando a atual gestão municipal, mais uma vez batendo na questão da seca.

Nos pouco mais de dois minutos, Rosalvo mostrou imagens de moradores de uma comunidade rural que estão sofrendo com os efeitos da longa estiagem. “É um absurdo o prefeito não ter decretado estado de calamidade pública. Vou ser prefeito de Petrolina e o povo vai comigo. Não podemos mais aceitar tanta miséria no Sertão”, pontuou.

Com o maior tempo, o socialista Fernando Filho fechou seu programa reforçando que pretende colaborar com a projeção de Petrolina para as próximas três décadas. “Estou preparado para ser prefeito. A cidade tem que voltar a ser ousada, pioneira. Quero retribuir o carinho e a confiança que sempre me foram depositados. Petrolina não pode se contentar com um ou dois projetos de prefeitura”, disse.

A narração do guia relembrou a história de Fernando Filho, trazendo imagens de infância, com a família, os primeiros passos na política. Falou da “onda azul que está invadindo Petrolina”. O programa contou ainda com o depoimento do governador Eduardo Campos (PSB). “Esse jovem está preparado e vai poder fazer muito mais por Petrolina. Ele vai gerenciar a cidade para que ela possa acompanhar o mesmo ritmo de Pernambuco e do Brasil”, disse o governador”.

Já a presença do ex-presidente Lula foi um dos trunfos apresentados no último programa de Odacy Amorim (PT). O deputado estadual disse que a campanha foi “difícil, mas muito bonita. O povo de Petrolina sempre esteve ao meu lado. E o povo quer, o povo pode. Os nossos adversários disseram que eu estava só, mas mostramos que isso não era verdade. Nossos apoios existiram e foram verdadeiros”. Em seu depoimento a favor do colega de partido, Lula disse ter a certeza de que “Odacy vai transformar a vida das pessoas”.

Candidato à reeleição, o prefeito Júlio Lossio (PMDB) aproveitou para reforçar compromissos de campanha. Falou em mais habitações, ampliar de cinco para dez o número de cursinhos pré-vestibular para jovens carentes, ampliação da qualificação profissional, ampliar o programa Nova Semente, com mais 200 unidades, e prometeu criar o Hospital do Corpo e da Mente.

Leia mais na edição desta quinta do Jornal do Commercio

 

O jornalismo profissional precisa do seu suporte. Assine o JC e tenha acesso a conteúdos exclusivos, prestação de serviço, fiscalização efetiva do poder público e muito mais.

Apoie o JC

Últimas notícias