Eleições 2012

Eleitos com super votação, mas nem tanto

Se computados votos de candidatos sub judice, prefeitos eleitos com alto percentual de voto válido veem esse índice cair

Otávio Batista
Otávio Batista
Publicado em 25/11/2012 às 14:10
Leitura:

Logo após as eleições municipais deste ano, alguns candidatos constaram vitoriosos nas listas divulgadas pela Justiça Eleitora com super votações, acima de 80% dos votos válidos. Na verdade, os números eram relativos a municípios em que alguns candidatos fizeram campanha mesmo com o registro de candidatura sub judice, e não tiveram votação computada no resultado final das eleições.

Em Moreno, por exemplo, o prefeito eleito, Adilson Gomes Filho (PSB), venceu com 88,12% dos votos válidos. Isso se deu porque o seu principal adversário, Vavá Rufino (PSDB), foi às urnas com a candidatura impugnada. Se computados os votos do tucano, o percentual do socialista cai para 63,73%.

Em outros municípios a situação se repetiu, como em Timbaúba, na Zona da Mata Norte, onde o prefeito reeleito, Marinaldo Rosendo (PSB), chegou a usar o resultado temporário como propaganda, divulgando um anúnico em jornais de grande circulação do Estado, agradecendo pelos “97%” dos votos recebidos.

O número, na realidade, não levava em consideração os 10.083 votos endereçados a Gilson Muniz (PMDB), que fez campanha no município com a candidatura impugnada pelo Tribunal Regional Eleitoral (TRE), enquandrado na Lei da Ficha Limpa, com embargo de declaração ainda a ser apreciado na corte eleitoral.

Se fossem considerados os votos do candidato impugnado pela Justiça Eleitoral, os 23.328 votos que Marinaldo Rosendo recebeu no último dia 7 de outubro corresponderiam, na verdade, a 67,44%. Vitória certa, mesmo se o município com pouco mais de 40 mil eleitores, fosse uma grande cidade com segundo turno, mas certamente um número menos impressionanente do que a quase totaliadade dos votos.

Os poucos mais de 10 mil votos recebidos pelo peemedebista corresponderiam a 29,56% dos votos válidos no município. Também concorreu em Timbaúba Maria do Socorro da Silva, Socorro de Timbaúba (PSL), que recebeu 721 votos, ou 3% dos votos válidos.

O jornalismo profissional precisa do seu suporte. Assine o JC e tenha acesso a conteúdos exclusivos, prestação de serviço, fiscalização efetiva do poder público e muito mais.

Apoie o JC

Últimas notícias