Novos prefeitos

Gestões começam tumultuadas em Ipojuca e Moreno

Em Ipojuca, Carlos Santana "fecha a prefeitura" até que tenha conhecimento da "real situação". Já em Moreno, Adilson Gomes Filho denuncia "rombo"

Ciro Carlos Rocha
Ciro Carlos Rocha
Publicado em 03/01/2013 às 7:00
Leitura:

O primeiro dia útil dos prefeitos recém empossados foi turbulento em pelo menos duas cidades da Região Metropolitana do Recife. Em Ipojuca, Carlos Santana (PSDB) determinou nesta quarta-feira (2) o “fechamento” da prefeitura, cortando o atendimento ao público, até o fim desta semana. E em Moreno, Adilson Gomes Filho (PSB) foi à delegacia da cidade registrar um boletim de ocorrência. Pediu que seja investigada a responsabilidade pelo “rombo” nos cofres públicos que ele diz ter recebido do antecessor, Edvard Bernardo (PMDB).

A promessa de Carlos Santana é reabrir a Prefeitura de Ipojuca ao público na próxima semana. Até lá serão só trabalhos internos para verificar a real situação da prefeitura. Ele pretende solicitar uma auditoria em contas, empenhos e contratos do município. O tucano já havia acusado o antecessor, Pedro Serafim (PDT), de não lhe repassar informações públicas, prejudicando a transição administrativa.

A falta de transparência durante a transição também foi o mote das alegações de Adilson Gomes Filho na delegacia de Moreno. Segundo ele, a real situação do erário só foi descoberta ontem, quando ele e sua equipe começaram a trabalhar.

O prefeito informou ter recebido a prefeitura com salários e 13º atrasados e que encontrou o caixa com menos de 2% do valor total para quitar essa dívida. A previdência dos servidores municipais, o Morenoprev, também estaria com um déficit: na conta do órgão teria R$ 8 mil de saldo para pagar R$ 1 milhão em obrigações previdenciárias.

O novo prefeito de Moreno também denunciou que programas de informática, que gerenciam as informações financeiras e fiscais da prefeitura, estariam travados. O delegado Ednaldo Araújo se comprometeu em apurar os fatos.

Os ex-prefeitos Pedro Serafim e Edvard Bernardo não foram localizados para comentar os fatos.

Newsletters

Ver todas

Fique por dentro de tudo que acontece. Assine grátis as nossas Newsletters.

Últimas notícias