Investigação

Pedido de vista adia decisão sobre cassação de mandato do governador do Amazonas

Advogado do governador e do vice informou que se a cassação se concretizar, ele vai recorrer

Giovanna Torreão
Giovanna Torreão
Publicado em 17/12/2015 às 20:08
Foto: Joel Arthus/ Agecom
Advogado do governador e do vice informou que se a cassação se concretizar, ele vai recorrer - Foto: Joel Arthus/ Agecom
Leitura:

Um pedido de vista do juiz Márcio Rys Meirelles de Miranda, do Tribunal Regional Eleitoral do Amazonas, suspendeu nessa quarta-feira (16) à noite o julgamento da ação que pede a cassação do mandato do governador do Estado, José Melo (PROS), e do vice-governador, José Henrique Oliveira (PR). 

Antes, o relator do processo, juiz Affimar Cabo Verde, manifestou-se favorável à cassação. Com isso, são cinco votos a favor da perda dos mandatos de José Melo e José Henrique. Eles são acusados de envolvimento em um esquema de compra de votos nas eleições de 2014. A ação é movida pela coligação "Renovação e Experiência”. O advogado do governador e do vice, Yuri Dantas Barroso, informou que se a cassação se concretizar, ele vai recorrer. Barroso disse acreditar que os desembargadores ainda podem recuar.

“Evidentemente, se essa posição prevalecer vamos propor os recursos cabíveis no momento adequado. Todavia, é preciso analisar que o julgamento não terminou. Não é possível prever o resultado do pedido de vista. Não há nada que impeça que o tribunal, diante de hipotéticas afirmações favoráveis e embasadas pelo magistrado que pediu vista, possa mudar sua compreensão sobre o caso”, acrescentou o advogado. A assessoria de imprensa do TRE do Amazonas informou que o voto do juiz Márcio Rys deve ser conhecido somente na primeira sessão de 2016, marcada para janeiro.

Newsletters

Ver todas

Fique por dentro de tudo que acontece. Assine grátis as nossas Newsletters.

Últimas notícias