Sertão

Vereador de Orocó é preso em flagrante por posse ilegal de arma

O vereador de Orocó Manoel Cícero de Souza, mais conhecido como Patrício do Projeto Brígida, ainda responde por tráfico de drogas.

JC Online
JC Online
Publicado em 01/06/2017 às 17:14
Foto: Divulgação / Polícia Civil
O vereador de Orocó Manoel Cícero de Souza, mais conhecido como Patrício do Projeto Brígida, ainda responde por tráfico de drogas. - FOTO: Foto: Divulgação / Polícia Civil
Leitura:

O vereador de Orocó Manoel Cícero de Souza, do PDT, mais conhecido como Patrício do Projeto Brígida, foi preso em flagrante por posse ilegal de arma de fogo na casa onde mora, na Agrovila 2, do Projeto Brígida, Zona Rural do município, no Sertão do Estado. Policiais civis e militares realizavam diligências no Projeto Brígida na madrugada dessa quinta-feira (1º), no sentido de dar cumprimento a oito mandados de busca e apreensão, quando um revólver calibre 38 foi encontrado na residência do parlamentar.

De acordo com o delegado Glaukus Menck, da Delegacia Seccional de Polícia de Cabrobó, o vereador responde por tráfico de drogas. Durante a operação, o irmão do político, José Eudes de Souza, também foi autuado em flagrante por posse ilegal de arma de fogo. Eles moram um de frente para o outro. "Na casa do irmão do vereador, havia um buraco falso atrás da caixa de descarga do vaso sanitário que escondia outro revólver calibre 38", relatou. Ainda conforme o delegado, José Eudes responde por homicídio e também por tráfico.

Após os cumprimentos das formalidades legais, ambos foram encaminhados para a Cadeia Pública de Santa Maria da Boa Vista, no Sertão, onde aguardam a audiência de custódia, que está marcada para esta sexta-feira (2). Participaram da operação policiais civis das delegacias seccionais de Cabrobó, Salgueiro e Petrolina, todas localizadas no Sertão pernambucano.

Resposta do partido

Procurada pela reportagem do JC Online, a assessoria de comunicação do partido enviou uma nota de resposta ao caso: "Até o momento o PDT não recebeu nenhuma comunicação oficial sobre o exposto. Porém ressaltamos que o Partido Democrático Trabalhista é um partido sério e rígido quanto ao papel que seus políticos devem desempenhar. Comprovada a situação e a culpabilidade, o PDT tomará as medidas cabíveis."

O jornalismo profissional precisa do seu suporte. Assine o JC e tenha acesso a conteúdos exclusivos, prestação de serviço, fiscalização efetiva do poder público e muito mais.

Apoie o JC

Últimas notícias