Municípios

O fator Eduardo na eleição

Alta popularidade do governador deixa várias cidades do interior com muitos palanques "governistas". Ninguém quer bater

Márcio Didier
Márcio Didier
Publicado em 16/10/2011 às 18:00
Leitura:

Imaculado. É assim que o governador Eduardo Campos (PSB) passará pelas eleições municipais do próximo ano. Com a justificativa de que os holofotes estarão voltados às gestões municipais, nenhum dos pré-candidatos à Prefeitura do Recife pretende esboçar qualquer tipo de enfrentamento com Eduardo e seu alto índice de popularidade no Recife e em Pernambuco, de acordo com as pesquisas. Acrescente-se ainda a grande dependência que os municípios têm da liberação de recursos por parte do Estado e da União. Está pronto o discurso oficial dos candidatos.

Fechadas as cortinas dos eventos palacianos, onde todos querem posar sorrindo para foto ao lado do líder, o que se escuta são as mais diversas acusações de abuso de poder político. Os aliados reclamam o enfraquecimento dos partidos que formam a Frente Popular, devido à posição de protagonista que Eduardo Campos deu ao PSB. Já a oposição não quer a pecha de raivosa e radical que o governador conseguiu lhe impor na disputa de 2010, quando derrotou por larga margem de votos o senador Jarbas Vasconcelos (PMDB).

Pré-candidato declarado à Prefeitura do Recife, o ex-deputado federal Raul Jungmann (PPS), que costuma ser incisivo nas críticas, não quer saber de macular a imagem do governador. "Ele não está na disputa. Porque eu vou procurar criticar quem não é o foco agora, com tantas críticas a fazer ao prefeito João da Costa (PT)?", indagou. Na mesma linha do colega de oposição está a vereadora Priscilla Krause (DEM), uma das maiores críticas do prefeito e que também avalia entrar na disputa da sucessão municipal. "Não é o momento de falar com o governador. O diálogo precisa ser estabelecido para avaliar, jogar luz sobre as falhas da gestão João da Costa, que são muitas", alega.

Leia mais na edição deste domingo do JC

 

O jornalismo profissional precisa do seu suporte. Assine o JC e tenha acesso a conteúdos exclusivos, prestação de serviço, fiscalização efetiva do poder público e muito mais.

Apoie o JC

Últimas notícias