ELEIÇÕES

PSB prepara contra-ofensiva à ação de Armando

Aliados do governador acenderam o sinal de alerta devido às movimentações do senador e sua mudança de domicílio eleitoral

Paulo Augusto
Paulo Augusto
Publicado em 07/03/2012 às 0:12
Leitura:

A articulação de um bloco alternativo de partidos dentro da Frente Popular e a notícia de que o presidente estadual do PTB, senador Armando Monteiro Neto, transferiu seu domicílio eleitoral de Ribeirão (Mata Sul) para o Recife, no ano passado, acendeu um sinal de alerta entre aliados do governador Eduardo Campos (PSB), que já estudam uma contra-ofensiva. Para alguns desses interlocutores, trata-se de um novo e importante round de uma disputa por espaço que vem sendo travada entre dois ex-companheiros de chapa cujo relacionamento azedou há cerca de um ano.

Armando vem se desgarrando da linha de comando e desagradando ao núcleo de forças que dá as cartas na Frente Popular, que vê nas suas movimentações uma potencial ameaça à tranquilidade com que o governador gostaria que transcorresse a sua própria sucessão em 2014. O senador – que figura na lista de possíveis candidatos ao governo – ampliou suas críticas à gestão do prefeito do Recife, João da Costa (PT), nas últimas semanas, redobrando a vigilância dos aliados, que passaram a vê-lo como potencial nome já para 2012.

Leia matéria completa na edição desta quarta do JC.

O jornalismo profissional precisa do seu suporte. Assine o JC e tenha acesso a conteúdos exclusivos, prestação de serviço, fiscalização efetiva do poder público e muito mais.

Apoie o JC

Últimas notícias