Rumo às eleições

Prefeito vê dificuldade para unidade

João da Costa afirma que, passada a prévia de domingo, o debate em torno da unidade no PT será complicado

Márcio Didier
Márcio Didier
Publicado em 16/05/2012 às 0:12
Leitura:

Sem deixar transparecer receio, o prefeito João da Costa (PT) deixou claro nessa terça-feira que, passada a prévia petista, o debate em torno da unidade será complicado. Reiterando, assim como faz seu adversário, o deputado federal Maurício Rands, que sairá vencedor da eleição interna, João da Costa disse não se preocupar com a conduta que será adotada por seu desafeto político, o ex-prefeito João Paulo, caso saia vencedor. “João Paulo, até onde eu sei, está no partido. E está apoiando Rands na disputa comigo. Então, para a gente ser democrático, o resultado você tem que estar comprometido com ele. Eu espero que isso aconteça”, disparou o prefeito, dando a entender que conta com a postura partidária do antecessor.

João da Costa admitiu, no entanto, que os problemas políticos com sua base de sustentação começaram quando houve a briga entre ele e João Paulo, ainda nos primeiros meses da gestão. Analisou que os partidos temeram pela condução que seria dada com o rompimento. “Evidentemente que o núcleo de hegemonia que dava o caráter para o governo que eu participei ativamente sofreu uma fratura e isso criou, num primeiro momento, certa indefinição de governabilidade. Então, isso cria um hiato, eu não diria de governabilidade, porque eu garanti a governabilidade, mas de como esse projeto, a partir disso, se estrutura novamente. E é o que está acontecendo até hoje”, ponderou ele, quando perguntado sobre os problemas políticos que levaram à formação de um grupo alternativo.

Leia a matéria completa na edição desta quarta-feira do JC

 

Newsletters

Ver todas

Fique por dentro de tudo que acontece. Assine grátis as nossas Newsletters.

Últimas notícias