Partidos

João da Costa: "É a prova de que eu estava certo"

Ao comentar a decisão de Maurício Rands de deixar o PT, prefeito afirma a sua luta para manter a sua candidatura estava correta

Gilvan Oliveira
Gilvan Oliveira
Publicado em 05/07/2012 às 0:36
Leitura:

Principal adversário de Maurício Rands na disputa interna do PT, o prefeito João da Costa lamentou a saída do correligionário. Para ele, preterido na tentativa de viabilizar sua candidatura à reeleição, a decisão do deputado é fruto das “violências” perpetradas pela direção nacional petista. Costa enalteceu, porém, que a saída de Rands é um atestado de que sua resistência interna para lutar por sua candidatura estava correta.

“Perde o partido e a representação política de Pernambuco. Nesse processo, da forma como foi conduzido, está gerando tantas perdas, mas mostra que o caminho que percorri estava correto. Foi um processo violento e autoritário, que decidi ficar no partido para lutar contra isso. É triste para o partido”, avaliou o prefeito, na noite dessa quarta-feira.

O deputado Fernando Ferro, outro adversário interno de Rands, avalizou as críticas dele contra a direção nacional petista, mas censurou a saída do colega do partido. Para Ferro, Rands deveria continuar para tentar mudar a atual direção partidária.

Leia a matéria completa na edição desta quinta-feira do JC

 

O jornalismo profissional precisa do seu suporte. Assine o JC e tenha acesso a conteúdos exclusivos, prestação de serviço, fiscalização efetiva do poder público e muito mais.

Apoie o JC

Últimas notícias