ELEIÇÃO

Vado assegura que, se eleito, terá independência

Candidato do PSB à Prefeitura do Cabo de Santo Agostinho, atual vice-prefeito diz que não ficará atrelado a seu padrinho político, o prefeito Lula Cabral

Juliane Menezes
Juliane Menezes
Publicado em 27/07/2012 às 7:18
Leitura:

O candidato a prefeito do Cabo de Santo Agostinho Vado da Farmácia (PSB) garante que, se eleito, manterá uma relação de independência com o seu padrinho político, o prefeito Lula Cabral (ex-PTB, hoje sem partido). Vado é atualmente vice-prefeito da cidade. “Sempre terei um laço de amizade, mas quem estaria sendo eleito seria Vado”, disse nesta quinta-feira, em entrevista à Rádio JC/CBN. Acompanhado pela sua vice, Edna Gomes (PTB), ele ainda garantiu que assim como Lula Cabral o ajudou na vida pública para que ele chegasse a uma candidatura a prefeito, ele buscará também fortalecer Edna.

Embora o candidato tenha dito que não faria críticas ao seu adversário e que, assim como seu correligionário recifense Geraldo Julio (PSB), iria adotar uma postura “paz e amor” na campanha, ele fez uma série de acusações a seu principal adversário, o deputado estadual Betinho Gomes (PSDB). Para ele, o candidato foi “omisso” em relação à cidade durante seu mandato como deputado estadual, por não ter lutado pela independência do distrito de Ponte dos Carvalhos e por não ter lutado para que a Escola Técnica tenha sido instalada no município – ela foi erguida na cidade vizinha de Ipojuca.

Vado propositadamente não pronunciou o nome de Betinho Gomes na entrevista. Mas sempre que questionado, não hesitou em apontar Betinho como alvo das suas críticas. Vado ainda provocou o tucano dizendo que o convidaria para “tomar um guaraná” quando ganhasse a eleição.

Durante a entrevista, o candidato fez uma série de promessas para a Saúde. Ele garantiu que, se eleito, irá construir uma clínica para idosos, descentralizar o atendimento da Policlínica 24 horas Jamaci de Medeiros, levando o atendimento para Ponte dos Carvalhos, e criar um centro de reabilitação para deficientes físicos.

O jornalismo profissional precisa do seu suporte. Assine o JC e tenha acesso a conteúdos exclusivos, prestação de serviço, fiscalização efetiva do poder público e muito mais.

Apoie o JC

Últimas notícias