ELEIÇÕES

Daniel Coelho contra lixo no Engenho Uchôa

A possibilidade de contrução de um lixão no Engenho Uchôa colocou na mesma trincheira do tucano os candidatos Roberto Numeriano e Jair Pedro

Gilvan Oliveira
Gilvan Oliveira
Publicado em 15/08/2012 às 6:54
Leitura:

O Fórum de Reforma Urbana de Pernambuco (Feru-PE) realizou nessa segunda-feira (14) à noite um debate com os candidatos à Prefeitura do Recife. No encontro, a entidade trouxe à discussão duas questões polêmicas: a realização da Parceria Público-Privada no setor de saneamento e a construção de um Centro de Lixo na Mata do Engenho Uchôa. Foi cobrado dos candidatos à PCR, presentes, uma posição pública contrária a essas duas propostas.

O candidato do PCB, Roberto Numeriano; do PSTU, Jair Pedro; e do PSDB, Daniel Coelho, posicionaram-se, cada um a sua maneira, contra. Apenas João Paulo, candidato a vice na chapa do PT, que representou Humberto Costa (PT), não fez um discurso contrário às propostas. Geraldo Julio (PSB), Mendonça Filho (DEM) Esteves Jacinto (PRTB) e Edna Costa (PPL) não participaram do debate, que ocorreu no Memorial de Medicina de Pernambuco, no Derby.

Daniel foi o mais incisivo ao afirmar que, caso eleito, irá revogar o contrato, que data de 2008, e estabelece a criação do Centro de Triagem do Lixo. “Deixo aqui meu compromisso de revogar este contrato. Vai ser um dos meus primeiros atos de governo”, prometeu. O Feru-PE defende que a área de 192 hectares de floresta atlântica seja desapropriada e, no lugar, seja instituído o Parque Municipal da Mata do Engenho Uchôa.

Desta vez mais comedido nos argumentos, o deputado federal e candidato a vice João Paulo (PT) tentou defender que o prefeito não governa sozinho, ainda que concordasse com muitas das questões levantadas pelo Fórum nos setores de habitação, mobilidade urbana, meio ambiente e saneamento básico.

Leia mais na edição desta terça-feira do Jornal do Commercio

Newsletters

Ver todas

Fique por dentro de tudo que acontece. Assine grátis as nossas Newsletters.

Últimas notícias