ELEIÇÕES

Eduardo não vê polarização entre PSB e PT

Em plenária para apresentar as propostas de Geraldo Julio às mulheres, governador falou em "respeito a todos os candidatos"

Gilvan Oliveira
Gilvan Oliveira
Publicado em 25/08/2012 às 6:50
Leitura:

No primeiro grande evento do candidato Geraldo Julio (PSB) na fase pós-guia eleitoral, nessa sexta-feira (24), a maior atração foi o governador Eduardo Campos. Para uma plateia composta de mulheres, já que o evento marcou a entrega de propostas para o programa do prefeiturável relacionadas a políticas de gênero, o governador fez um discurso agradecendo o “empenho” da militância, que teria feito o candidato crescer nas últimas pesquisas. Depois, pediu a “manutenção do ânimo” e a continuidade da estratégia definida pelo comando da campanha: “seguir conversando com o povo e sugerindo propostas”.

Em relação à polêmica envolvendo a sua relação com o ex-presidente Lula, que estaria estremecida com a briga PSB x PT, Eduardo não quis tecer mais comentários para, segundo ele, não alimentar especulações. Ele negou que esteja se consolidando uma polarização entre os dois partidos. “Não estamos aqui para polarizar, respeitamos todos os candidatos. O que queremos é andar e conversar. O que se consolida é a candidatura de Geraldo”.

No documento entregue ao prefeiturável, os grupos de mulheres da Frente Popular pedem, entre outras coisas, a criação de uma secretaria municipal da mulher. Hoje, existe uma secretaria especial vinculada ao gabinete do prefeito.

O jornalismo profissional precisa do seu suporte. Assine o JC e tenha acesso a conteúdos exclusivos, prestação de serviço, fiscalização efetiva do poder público e muito mais.

Apoie o JC

Últimas notícias