Eleições 2012

Humberto explora aliança de Jarbas com o PSB

Petista insinua que divulgará no guia eleitoral a união de Jarbas com o PSB de Eduardo como "o fato mais vergonhoso da história do Recife"

Ana Lúcia Andrade
Ana Lúcia Andrade
Publicado em 08/09/2012 às 0:30
Leitura:

Dada a largada dos últimos 30 dias de campanha, o candidato do PT à Prefeitura do Recife, Humberto Costa, reforça a estratégia de atacar a aliança do senador Jarbas Vasconcelos (PMDB) com o principal adversário do petista, Geraldo Julio (PSB). A insistência faz parte do esforço de tentar cravar no socialista a parceria com o principal opositor do ex-presidente Lula e de reforçar a campanha da “traição” que o PT lançou na disputa contra o PSB. 

Durante uma longa caminhada na praia de Boa Viagem, nesta sexta-feira (7), o candidato petista considerou um “escárnio” a união política entre peemedebistas e socialistas”, reforçando um comportamento que tem pautado sua campanha. Humberto chegou a desafiar o candidato socialista a levar o senador ao seu programa eleitoral gratuito. O PSB “atendeu” à provocação. Mas quando questionado se a participação de Jarbas no guia de Geraldo Julio foi uma resposta a sua incitação, o petista disse que não vê vinculação com sua cobrança pública.

“Não creio que estejam respondendo a mim, deve ser parte lá da estratégia deles. Agora, isso é um escárnio ao povo do Recife, é uma afronta, uma indignidade porque Jarbas Vasconcelos agrediu inúmeras vezes o presidente Lula, foi o parlamentar que fez a oposição mais dura, inclusive em termos pessoais, contra Lula, Dilma e o próprio Eduardo. Jarbas agrediu a mãe do governador no Senado no dia da votação de sua indicação para o Tribunal de Contas da União”, lembrou. 

“O irônico disso tudo é que eu defendi a história dela (Ana Arraes). Isso aí é uma agressão ao povo do Recife, essa aliança é sem dúvida um dos fatos mais vergonhosos que aconteceram na história do Recife”, disparou o petista.

Humberto se referia à eleição da agora ministra Ana Arraes para o TCU em setembro do ano passado. Na ocasião, o senador Jarbas Vasconcelos ainda não havia consumado sua reconciliação política com o governador Eduardo Campos e votou contra a eleição da ex-deputada, chegando a rotular o trabalho do governador para elegê-la como “um exemplo do vale-tudo na política”. Humberto deu a entender que pode explorar a reconciliação de Jarbas e Eduardo no guia eleitoral.

Acompanhado do candidato a vice João Paulo e de alguns proporcionais, Humberto conversou com banhistas, cumprimentou barraqueiros e apresentou algumas de suas propostas a vários grupos de jovens pelas areias de Boa Viagem. Apesar dos quatro principais candidatos a prefeito terem cumprido a agenda do feriadão na praia, não houve cruzamento das militâncias. 

 

Newsletters

Ver todas

Fique por dentro de tudo que acontece. Assine grátis as nossas Newsletters.

Últimas notícias