CAMPANHA

Prefeito e aliados no lado do PSB

Aliados de João da Costa e petistas ligados a ele criticam Humberto e se colocam em defesa do PSB

Gilvan Oliveira
Gilvan Oliveira
Publicado em 27/09/2012 às 7:09
Leitura:

O desconforto gerado no PSB pelo discurso de “privatização” da Compesa – adotado pelo candidato Humberto Costa (PT) – é tamanho que os partidários do candidato Geraldo Julio recorreram ontem à estratégia que mais tem dado resultado nesta campanha: incendiar o PT com a ajuda dos partidários do prefeito João da Costa.

Após do debate da TV Jornal, onde o tema Compesa cresceu, a tropa de choque do prefeito entrou na discussão partindo para cima do correligionário. A estratégia começou a ser posta em prática ontem pela manhã, quando um encontro na sede do PT estadual reuniu nove tendências – seis delas de expressão nacional – para subscrever uma carta criticando a postura de Humberto de questionar a gestão Eduardo Campos (PSB).

Eles afirmam que os ataques são a causa da “queda” de Humberto nas pesquisas. Os petistas envolvidos, a maioria apoiadores do prefeito nas prévias do PT realizada em maio, questionam também a liderança atribuída ao deputado federal João Paulo, vice na chapa petista.

Por outro lado, a Federação dos Urbanitários e o Sindicato dos Urbanitários (Sindurb/PE) – que estão claramente com Humberto – convocaram para hoje, às 18h30, ato de protesto contera a PPP da Compesa. O ato será na sede do sindicato, na Boa Vista.

O jornalismo profissional precisa do seu suporte. Assine o JC e tenha acesso a conteúdos exclusivos, prestação de serviço, fiscalização efetiva do poder público e muito mais.

Apoie o JC

Últimas notícias