Executivo

Geraldo Julio reafirma não ser alvo de ''fogo amigo''

Prefeito do Recife diz desconhecer insatisfação da base na Câmara de Vereadores ou no seu partido

Márcio Didier
Márcio Didier
Publicado em 26/08/2013 às 7:09
Leitura:

O discurso do vereador governista Aderaldo Pinto (PRTB), na abertura do campeonato de futebol de várzea “Recife, bom de bola”, nesse domingo, estava pronto para atestar a satisfação com o prefeito Geraldo Julio (PSB). “Todos os pedidos que eu lhe peço, o senhor me atende”, bradou no microfone. A declaração vem após uma semana cheia de sinais de insatisfação da base do gestor socialista na Câmara Municipal. Procurando reforçar esse “clima favorável”, Geraldo voltou a dizer que desconhece qualquer crítica de correligionários ao ser governo. “Pelo contrário, vejo muitos elogios”, disparou.

Em menos de oito meses de gestão, o prefeito já começou a ser alvo do que no meio político de chama de “fogo amigo”. Ainda durante a campanha, a escolha de seu nome para ser o candidato de Eduardo ao Palácio do Capibaribe gerou ciumeira entre integrantes do governo. O fato de ele ter sido tratado como o responsável por todas as ações de sucesso do governo Eduardo também contribuiu.

Como resultado, várias informações de cunho crítico saíram do próprio ninho socialista. A pesquisa para sondar o impacto dos seis primeiros meses de gestão foi uma delas. Na semana passada, também foi divulgada a intenção de um grupo de 15 vereadores da base de marcar um encontro com Eduardo para se queixar da falta de diálogo com o seu apadrinhado político.

Geraldo Julio, porém, voltou a negar esse cenário. “Não conheço nenhuma declaração de socialistas falando mal de meu governo. Inclusive, você pode me mostrar alguma. O meu governo está muito bem e tem mais de 70% de aprovação. Estou muito feliz com meu governo”, afirmou.

Newsletters

Ver todas

Fique por dentro de tudo que acontece. Assine grátis as nossas Newsletters.

Últimas notícias