Municipios

Momento político une adversários em Caruaru

Na Capital do Agreste, candidatura de Eduardo à Presidência coloca José Queiroz, Tony Gel e João Lyra Neto no mesmo lado

Pedro Romero
Pedro Romero
Publicado em 20/10/2013 às 6:26
NE10
Na Capital do Agreste, candidatura de Eduardo à Presidência coloca José Queiroz, Tony Gel e João Lyra Neto no mesmo lado - FOTO: NE10
Leitura:

A conjuntura política que está se desenhando para as eleições do próximo ano criou uma situação inusitada nesta cidade do Agreste, unindo adversários históricos. O consenso em torno do governador Eduardo Campos (PSB) conseguiu colocar no mesmo lado o vice-governador João Lyra Neto (PSB), o prefeito José Queiroz (PDT) e o deputado estadual Tony Gel e sua esposa Miriam Lacerda, ambos no PMDB – antigos desafetos de Lyra e Queiroz. Essa convivência, entretanto, não deverá ser cordial.

Um dos atos que permitiram o surgimento desse novo quadro foi a mudança de partido de Tony Gel e Miriam, que deixaram o DEM e vão apoiar Eduardo. “Não vou estar no mesmo palanque com eles, tenho meu povo e farei meu palanque separado na busca por votos para Eduardo (à Presidência)”, adianta Gel.

Ele acrescentou que já comunicou essa decisão ao governador, que teria respeitado a iniciativa. Para o parlamentar, que faz críticas à gestão de José Queiroz, é preciso separar as coisas, respeitar as diferenças. O deputado enfatizou que mesmo antes de mudar de partido já havia anunciado apoio a Eduardo como candidato a presidente e ao nome indicado por ele para a sucessão estadual, mesmo que seja o do vice, João Lyra.

Sobre 2014, Tony Gel prevê sua candidatura a deputado federal e a de Miriam, para estadual. Ele praticamente descartou a possibilidade de seu filho, Tonynho Rodrigues (PMDB), entrar na política.

“Essa é uma articulação do governo estadual, mas cada um estará no seu espaço. Não cogitamos estar lado a lado”, destaca por sua vez o prefeito José Queiroz. Para ele, o importante é fortalecer a candidatura de Eduardo. O pedetista acrescentou que está trabalhando para que a Executiva nacional do PDT apoie a candidatura presidencial do governador. “No Estado, esse apoio já está fechado. Vou trabalhar como se fosse a minha campanha”, pontua o gestor.

“Estamos onde sempre estivemos. Ele (Tony Gel) é que se aproximou. Mas acho que quanto mais forças estiverem juntas, melhor”, diz o deputado federal Wolney Queiroz (PDT). Para ele, a aproximação não significa uma união entre os adversários.

O vice-governador João Lyra Neto é mais comedido ao analisar a situação. “Na política, às vezes as circunstâncias levam às convergências. Podemos ter divergências, mas as propostas para Caruaru, Pernambuco e Brasil superam essas divergências. Em nenhum momento vou questionar esse apoio”, diz o vice-governador.

Últimas notícias