Reunião

Governadores do Nordeste tentarão audiência sobre royalties do petróleo no STF

Encontro dos gestores com bancada federal em Brasília está confirmado para o dia 15

Franco Benites
Franco Benites
Publicado em 10/04/2015 às 6:53
Wagner Ramos/Divulgação Governo do Estado
Encontro dos gestores com bancada federal em Brasília está confirmado para o dia 15 - FOTO: Wagner Ramos/Divulgação Governo do Estado
Leitura:

Tudo certo para o encontro dos governadores nordestinos com suas respectivas bancadas federais em Brasília, no próximo dia 15. De acordo com a assessoria do governador da Paraíba, Ricardo Coutinho (PSB), coordenador do grupo, todos os gestores estaduais serão comunicados oficialmente hoje da convocação. A reunião ocorrerá às 9h no auditório Nereu Ramos, no, na Câmara dos Deputados, com os nove governadores e os 177 deputados e senadores eleitos pela região.

Além de debater com a bancada as demandas de cada Estado no Congresso Nacional, os governadores podem ter uma outra agenda em Brasília já que o grupo está tentando uma audiência com a ministra Carmen Lúcia, do Supremo Tribunal Federal (STF). Na pauta da audiência está a votação do processo dos royaties do petróle e sua distribuição para os Estados.

SEMINÁRIOS

O governador Paulo Câmara (PSB) chega a 100 dias como gestor do Estado hoje e passará a data em Caruaru, no Agreste, onde participa dos seminários do Todos por Pernambuco. Ontem, o socialista levou o programa a Surubim, na mesma região, e assinou ordens de serviços em municípios vizinhos.

Paulo autorizou a construção de cisternas para melhorar o setor hídrico no Agreste e também a ampliação e limpeza de oito barragens locadas em Surubim, Bom Jardi, Vertentes e Santa Maria do Cambucá. A agenda ainda teve ordens de serviços nas áreade educação, saúde e infraestrutura. “Pernambuco tem que se desenvolver por inteiro”, declarou.

O jornalismo profissional precisa do seu suporte. Assine o JC e tenha acesso a conteúdos exclusivos, prestação de serviço, fiscalização efetiva do poder público e muito mais.

Apoie o JC

Últimas notícias