agreste

PSDB inicia debate sobre 2016 em Caruaru

Evento do partido vai reunir os pré-candidatos da legenda a prefeito

Mariana Araújo
Mariana Araújo
Publicado em 25/11/2015 às 7:00
Foto: Divulgação
Evento do partido vai reunir os pré-candidatos da legenda a prefeito - FOTO: Foto: Divulgação
Leitura:

O PSDB de Caruaru inicia nesta quarta (25) sua corrida para a prefeitura do município. Um seminário promovido pelo diretório municipal irá discutir os problemas da cidade nas áreas de educação, saúde e segurança. O encontro, intitulado “Construindo hoje a Caruaru de amanhã” será realizado a partir das 19h na Baco´s Recepções. Os dois nomes cotados para disputar o cargo de prefeito, Djalma Cintra e Manuel Santos, serão mediadores dos debates, que terão a participação de especialistas de cada área.

“O partido hoje tem o seu melhor momento em Caruaru. Estamos estruturados, com setoriais definidos, como juventude e mulher. Ano passado, tivemos a visita de Aécio Neves e o único comitê dele no interior foi na cidade”, afirma o presidente do diretório municipal, Raffiê Dellon. “Sempre fomos uma sub-legenda e agora estamos prontos para entrar na disputa entre os três principais grupos políticos da cidade. Essa eleição será diferente porque será a primeira com segundo turno”, completou.

De acordo com um dos pré-candidatos, Djalma Cintra, as sugestões que surgirem no debate servirão como base para o programa de governo do PSDB para a cidade. “Não será um ato para discutir candidatura, mas de construir um projeto. Consideramos que esse é o momento mais importante para começar. Nossa ideia é desenvolver raciocínios sobre coisas que precisam ser feitas”, disse. Um dos pontos destacados por Djalma é a educação. 

“Hoje, os diretores são escolhidos pelo prefeito. Queremos reimplantar um projeto do Instituto Ayrton Senna, onde os professores passavam por uma capacitação e, no final, o mais apto para a função era o escolhido”, disse. O projeto citado foi desenvolvido na gestão de Tony Gel (PMDB), um dos nomes cotados para disputar em 2016. “O que é bom, temos que dar crédito e o que está ruim temos que buscar consertar”, declarou Djalma.

O PSDB de Caruaru teve seus dias de protagonismo. Recentemente, a deputada Raquel Lyra (PSB) cogitou migrar para a legenda para disputar a prefeitura, enquanto enfrentava resistências dentro do seu partido. A pendenga terminou no início do mês, quando assumiu a presidência do diretório socialista municipal. Outra força política que pode disputar o pleito de 2016 é o também deputado estadual Tony Gel (PMDB), que já foi prefeito da cidade. Há, ainda, outra via de oposição no Estado, com o nome de Douglas Cintra (PTB), irmão de Djalma, que ocupava a vaga de suplente de Armando Monteiro Neto (PTB) no Senado.

Entre esses nomes, a expectativa gira em torno do apoio do atual prefeito, José Queiroz (PDT), que está numa encruzilhada. Queiroz apoiou Paulo Câmara (PSB) no ano passado, mesmo com sua legenda fazendo parte da coligação de Armando. No entanto, é adversário histórico de João Lyra (PSB), ex-governador e pai de Raquel. Também é opositor a Tony Gel. E é amigo pessoal de Douglas Cintra, com quem, inclusive, já passou férias na Europa.

O jornalismo profissional precisa do seu suporte. Assine o JC e tenha acesso a conteúdos exclusivos, prestação de serviço, fiscalização efetiva do poder público e muito mais.

Apoie o JC

Últimas notícias