eleições 2016

Prefeito de Moreno anuncia que não concorrerá a reeleição

PSB lançará vereadora como candidata em Moreno para tentar manter comando da cidade

Paulo Veras
Paulo Veras
Publicado em 08/04/2016 às 9:15
Foto: reprodução Facebook
PSB lançará vereadora como candidata em Moreno para tentar manter comando da cidade - FOTO: Foto: reprodução Facebook
Leitura:

O prefeito de Moreno, Adilson Gomes Filho (PSB), mais conhecido como Dilsinho, anunciou na manhã desta sexta-feira (8) que não irá concorrer a reeleição no município em função do desgaste político por medidas adotadas na sua gestão. Ele vai apoiar a vereadora Patrícia Brasil (PSB), que é servidora do município e está no seu primeiro mandato na Câmara.

"Nós tivemos que tomar muita medida impopular na nossa chegada a prefeiotuira. Os que me antecederam, que foram praticamente duas pessoas em 30 anos, me passaram uma cidade numa situação muito difícil do ponto de vista financeiro. Nós tivemos que perder muito tempo apagando incêndio do passado", explicou Dilsinho ao JC.

"Óbvio que você precisa tomar muitas medidas impopulares para ajustar as coisas e é claro que isso leva a um desgaste. Isso tudo somado com a crise econômica e política, leva a uma situação onde fica bastante desgastado", afirmou ainda.

Além de manter o apoio da atual base de apoio, a expectativa é que Patrícia consiga agregar outros grupos políticos e reverter a pré-candidato do ex-vice-prefeito Edmilson Cupertino. O principal adversário da socialista deve ser o ex-prefeito Vavá Rufino (PTB), que geriu a cidade por três mandatos.

Leia a íntegra da carta aberta divulgada por Dilsinho:

CARTA ABERTA À POPULAÇÃO DE MORENO

Amigos e amigas, quero por meio desta nota comunicar minha decisão de não disputar a reeleição, nas próximas eleições em outubro. Há quatro anos, disputei e venci as eleições em Moreno com o firme propósito de organizar a cidade, tanto do ponto de vista econômico, quanto de gestão e venho cumprindo com meus compromissos desde então.

Neste período, foram várias as conquistas. Algumas bastante visíveis, como a atração de novas indústrias e o reforço em nossa infraestrutura, outras menos tangíveis, mas todas de fundamental importância para o futuro da cidade. O fato é que com o salário dos servidores em dia, nome da cidade limpo na praça e as contas em ordem, Moreno é hoje outra cidade.

Medidas necessárias, obrigatórias, porém impopulares, que deveriam ter sido implantadas em gestões anteriores mas foram sendo empurradas para frente, tiveram enfrentamento com a seriedade necessária. Não lamento, fiz o que foi necessário e tenho a consciência do dever cumprido.

Quem me conhece sabe que nunca tive um projeto político pessoal. Sou formado na construção política coletiva e seguirei lutando para que minha cidade continue a crescer de maneira justa e equilibrada, para todos. Moreno não deve e não pode retroceder, voltando ao comando das forças que tanto atrasaram o município. Este tempo deve ficar no passado.

Até o final do ano cumprirei o mandato a mim conferido pelo povo de Moreno, encerrando um ciclo importante tanto para a cidade, que sai fortalecida, quanto para mim como político e cidadão. Moreno está pronto para viver um novo ciclo de avanços e tenho certeza de que nosso conjunto político cumprirá um papel relevante neste novo momento.

Moreno, 08 de abril de 2016.

Dilsinho Gomes

Prefeito de Moreno

 

Presidente Municipal do PSB

O jornalismo profissional precisa do seu suporte. Assine o JC e tenha acesso a conteúdos exclusivos, prestação de serviço, fiscalização efetiva do poder público e muito mais.

Apoie o JC

Últimas notícias