POLÍCIA FEDERAL

Nova fase da Lava Jato faz busca e apreensão em imóveis da família Moura Dubeux

Foram cumpridos dois mandados em endereços de Marcos José Moura Dubeux e Marcos Roberto Bezerra de Melo Moura Dubeux, no bairro de Boa Viagem

Amanda Azevedo
Amanda Azevedo
Publicado em 01/07/2016 às 11:21
Foto: Alexandre Gondim/JC Imagem
Foram cumpridos dois mandados em endereços de Marcos José Moura Dubeux e Marcos Roberto Bezerra de Melo Moura Dubeux, no bairro de Boa Viagem - Foto: Alexandre Gondim/JC Imagem
Leitura:

Atualizada às 14h20

Na nova fase da Operação Lava Jato, chamada de Sepsis, a Polícia Federal cumpriu mandados de busca e apreensão em imóveis da família Moura Dubeux em Pernambuco, nesta sexta-feira (1º). Ao todo, foram cumpridos três mandados no Recife e no Cabo de Santo Agostinho.

Os dois endereços alvos de buscas no bairro de Boa Viagem, na Zona Sul do Recife, são residências dos empresários Marcos José Moura Dubeux e Marcos Roberto Bezerra de Melo Moura Dubeux, que são pai e filho. No apartamento de Marcos José, foram apreendidos 30,175 mil euros, 53,97 mil dólares, 13 mil libras e um equipamento de informática. 

O terceiro mandado de busca e apreensão foi expedido contra a empresa Cone S/A, no Cabo de Santo Agostinho. Em nota, a companhia informou que está colaborando e só vai se manifestar quando tiver conhecimento do conteúdo da denúncia.

Leia a nota na íntegra:

A empresa Cone S/A irá se manifestar quando tiver conhecimento de todo o conteúdo da denúncia. Neste momento, a companhia está à disposição das autoridades e colaborando para que todas as questões sejam esclarecidas o mais breve possível.  A empresa Cone S/A irá se manifestar quando tiver conhecimento de todo o conteúdo da denúncia. Neste momento, a companhia está à disposição das autoridades e colaborando para que todas as questões sejam esclarecidas o mais breve possível.

Além da ação em Pernambuco, a operação abrange o cumprimento de mandados no Rio de Janeiro, São Paulo e Distrito Federal. As atividades dessa fase foram autorizadas pelo ministro do Supremo Tribunal Federal (STF) Teori Zavascki, relator da Lava Jato na Corte.

A Moura Dubeux informou, em nota, que "desde 2013 a empresa nem nenhum dos seus sócios tem relação de investimento, sociedade, ou parceria com a Cone S/A." No site da Cone, no entanto, aparece a logomarca da Moura Dubeux como investidora da Cone.

Newsletters

Ver todas

Fique por dentro de tudo que acontece. Assine grátis as nossas Newsletters.

Últimas notícias