Eleições 2015

Mais de 618 mil eleitores vão mudar de zona em Pernambuco

Novidade não implica em mudança de local de votação, alerta TRE

JC Online
JC Online
Publicado em 25/09/2016 às 9:15
Guga Matos/JC Imagem
Novidade não implica em mudança de local de votação, alerta TRE - FOTO: Guga Matos/JC Imagem
Leitura:

Em 18 municípios de Pernambuco, 618.471 eleitores vão mudar de zona eleitoral. Mas isso não deve implicar, para a maioria deles, em mudança do local de votação no próximo dia 2 de outubro. “Os eleitores devem se deslocar para os endereços de costume. A eventual troca de prédio, que pode ocorrer por outros motivos, deve acontecer a poucos metros do local”, explica o assessor-chefe da Corregedoria do Tribunal Regional Eleitoral, (TRE), Orson Lemos. 

Quem quiser saber se já pertence a outra zona, pode conferir a mudança no site da Justiça Eleitoral (www.tre-pe.jus.br/eleitor), informando o número do título ou dados pessoais para confirmar onde irá votar. Outra opção é ligar para o Disque Eleitor (3194-9400). Nesse caso, quem estiver mudando de zona, ao digitar o número da antiga, ouvirá a informação de que é inválido e pedirá para falar com o atendente. Pelo menos foi o que aconteceu com quem fez isso na última sexta-feira. Coube ao cartório eleitoral dar a informação final.

O rezoneamento é uma determinação do Tribunal Superior Eleitoral (TSE), para melhor distribuição de eleitores, diminuindo a sobrecarga de trabalho para funcionários e mesários. Zonas com menos de 10 mil eleitores também estão sendo extintas e o eleitorado acomodado em outras, exemplo de Angelim, Poção, Verdejante, Moreilândia e Ibirajuba. Há mudança também em Limoeiro, Lagoa Grande, Feira Nova, Xexéu, Caruaru, Venturosa, Jupi e Jucati. 

No Recife, 182 mil eleitores devem fazer a troca de título no ato da votação do dia 2 de outubro. Houve remanejamento entre zonas, como a 3ª, 5ª, 148ª e 151ª e criada a 103ª, que dará cobertura à região da Cidade Universitária. “Alguns prédios da Cohab (Ibura) passaram para a 3ª Zona, mas continuam funcionando no mesmo bairro”, lembra Orson Lemos.

A capital, com 1,1 milhão eleitores, tinha distorções. A Zona 148ª abrigava 108 mil votantes e baixou para 80 mil. “A média em cada zona agora fica entre 75 mil e 80 mil, para dividirmos a força de trabalho. São 14 zonas no Recife”, informa Lemos. O mesmo trabalho foi realizado em Olinda, Jaboatão dos Guararapes, Paulista e Camaragibe, que ganharam nova zona. 

Cerca de 60 mil pessoas vão mudar de zona em Olinda

Em Olinda, cerca de 60 mil votantes serão atingidos pelo rezoneamento. A 10ª Zona permanece com moradores de Bairro Novo, Casa Caiada, Rio Doce e Jardim Atlântico, mas cedeu votantes para a 117ª, que passou a abrigar eleitores do Carmo, Bultrins, Jardim Fragoso, Ouro Preto e Cidade Tabajara. Os de Salgadinho, Sítio Novo, Santa Tereza, Varadouro, Vila Popular e Ouro Preto/Cohab estão passando da 117ª para a 100ª. De bairros ao longo da Segunda Perimetral a Passarinho, passando por Águas Compridas e outros morros, a Zona será a 113ª, recém-criada. Em Caruaru não houve criação de zona, mas redistribuição. A 105ª, que tinha cerca de 100 mil eleitores, cedeu 10 mil para a 41ª e número equivalente para a 106ª. Nos próximos dias o TRE deve divulgar mais detalhes.

As seções em que haverá mudança serão sinalizadas com o número antigo e o novo, correspondente à zona atualizada, explica Orson Lemos. Depois de votar, o eleitor receberá o comprovante de votação e o novo título de eleitor, que manterá o número de registro e só atualizará a zona e seção correspondente. Nestas eleições, 6.509.982 eleitores pernambucanos serão chamados a comparecer às urnas. Desses, 3,7 milhões já fizeram o recadastramento biométrico em 73 dos 184 municípios. Não haverá pleito no Distrito de Fernando de Noronha.

O jornalismo profissional precisa do seu suporte. Assine o JC e tenha acesso a conteúdos exclusivos, prestação de serviço, fiscalização efetiva do poder público e muito mais.

Apoie o JC

Últimas notícias