Fogo amigo

Vereador do PMDB no Recife critica manobra do presidente Michel Temer

Jayme Asfora usou redes sociais para condenar concessão de status de ministro a Moreira Franco, que também é do PMDB

Da editoria de Política
Da editoria de Política
Publicado em 04/02/2017 às 20:17
Acervo JC Imagem
Jayme Asfora usou redes sociais para condenar concessão de status de ministro a Moreira Franco, que também é do PMDB - FOTO: Acervo JC Imagem
Leitura:

O vereador Jayme Asfora (PMDB) usou as redes sociais neste sábado (4) para criticar uma situação envolvendo dois colegas de partido. O peemedebista condenou a decisão do presidente Michel Temer (PMDB) de dar status de ministro ao secretário-executivo do Programa de Parcerias de Investimentos (PPI), Moreira Franco, que é filiado ao PMDB.

No Facebook, Jayme, que é advogado e presidiu a Ordem dos Advogados do Brasil em Pernambuco (OAB-PE), disse que a iniciativa foi um acinte.

"Uma vergonha - novamente - se tentar burlar a Justiça pela famigerada via do "fôro privilegiado", neste caso acintoso de MOREIRA FRANCO! Desde que fui Presidente da OAB/PE, defendo, junto com meus valorosos companheiros da Ordem, o fim dessa excrescência, desse anacronismo que é o "fôro privilegiado" p Ministros de Estado, parlamentares; e tantas e tantas autoridades!!", escreveu.

Em Pernambuco, Jayme é próximo do deputado federal Jarbas Vasconcelos (PMDB) e do vice-governador e secretário de Desenvolvimento Econômico Raul Henry, que também preside o PMDB estadual e é amigo de Moreira Franco.

'REBELDIA'

Aliado do prefeito Geraldo Julio (PSB), Jayme já havia demonstrado esta semana outra ação de "rebeldia". Apesar da gestão municipal e da bancada governista na Câmara de Vereadores ter defendido que a presidência da Comissão de Direitos Humanos da Casa ficasse nas mãos da vereadora Michele Collins, o peemedebista tomou posição diferente.

Para Jayme, a comissão de Direitos Humanos deveria ser presidida pelo vereador Ivan Moraes (PSOL), que faz oposição a Geraldo Julio.

>> Pinga Fogo: PMDB de Jarbas Vasconcelos mantém coesão política do governador Paulo Câmara

"Conheço a trajetória de Ivan Moraes - que já foi coordenador do Movimento Nacional de Direitos Humanos e atuou no Centro Luiz Freire -, e já estivemos juntos em algumas trincheiras. Por isso, sei que ele entende que é preciso trabalhar para avançar nas conquistas e não permitir retrocessos", disse em nota.

>> Você viu? Descubra quem é Michele Colins, líder de votos no Recife

O vereador do PMDB fez uma comparação da situação recifense - Michele Collins é evangélica e ligada a pautas conservadoras - com a atuação do deputado Marcos Feliciano (PSC-SP) na presidência da comissão de Direitos Humanos da Câmara Federal.

"Recentemente, o Legislativo recifense também presenciou debates que não se coadunam com o compromisso com os direitos humanos como a defesa da submissão da mulher ao homem; a crítica aos investimentos no acesso da população LGBT a políticas públicas; o impedimento do debate sobre o respeito ao próximo, independente de orientação sexual, nas escolas; entre outros. É esse espaço que não podemos abrir", disse o vereador.

LEIA MAIS:

Moreira Franco diz que virou ministro para fortalecer Presidência

Temer nega relação entre nomeação de Moreira Franco e foro

PT prepara representação contra nomeação de Moreira Franco

Moreira Franco diz que há diferença entre sua nomeação e a de Lula

Últimas notícias