segurança

Governo quer votar nesta segunda (13) aumento da PM e oposição reage

Bancada de oposição ameaçou se retirar no plenário no momento da votação

Da editoria de Política
Da editoria de Política
Publicado em 13/02/2017 às 11:56
Foto: Paulo Veras/Especial para o JC
Bancada de oposição ameaçou se retirar no plenário no momento da votação - FOTO: Foto: Paulo Veras/Especial para o JC
Leitura:

A bancada do governo da Assembleia Legislativa propôs um esforço para que o projeto de lei que prevê o aumento dos policiais militares seja votado ainda nesta segunda (13). A proposta foi feita pelo líder do governo, Isaltino Nascimento (PSB). Ao anunciar, o socialista foi vaiado por membros de associações da PM que lotam as galerias da Alepe.

 

Imediatamente, a oposição reagiu. O líder da oposição, Silvio Costa Filho (PRB), ameaçou deixar a sessão de votação, pois a atitude fere o regimento interno. "Se essa for a decisão de ferir o regimento interno, eu vou me ausentar da sessão para votar porque não tem legitimidade. Isso não se sustenta no Poder Judiciário. Vamos debater dentro do nosso ambiente", disse. 

RETIRADA

A deputada Priscila Krause (DEM) pediu a retirada de pauta da votação do reajuste da PM em comissões. "Eu não tenho a menor condição de votar num parecer sem tirar as dúvidas, sem ter a profundidade que gostaria", disse. 

O jornalismo profissional precisa do seu suporte. Assine o JC e tenha acesso a conteúdos exclusivos, prestação de serviço, fiscalização efetiva do poder público e muito mais.

Apoie o JC

Últimas notícias