Briga interna

Paulo Câmara diz que espera que grupo dos Coelhos fique no PSB

Fernando Bezerra, senador, e Fernando Filho, ministro, sinalizam que podem deixar o partido para ingressar no DEM

JC Online
JC Online
Publicado em 22/06/2017 às 12:53
Sérgio Bernando/JC Imagem
Fernando Bezerra, senador, e Fernando Filho, ministro, sinalizam que podem deixar o partido para ingressar no DEM - FOTO: Sérgio Bernando/JC Imagem
Leitura:

O governador Paulo Câmara (PSB) tratou de "baixar a temperatura" em seu partido, do qual é vice-presidente nacional, e fez elogios ao grupo dos Coelhos. O senador Fernando Bezerra Coelho e seu filho, ministro de Minas e Energia, Fernando Filho, têm entrado em rota de colisão com a Executiva nacional da legenda e cogitam deixar o PSB. O PSD e o DEM são apontados como algumas das siglas que poderiam receber os descontentes.

"Comigo, nas minhas conversas que sempre tive, não demonstraram nenhum interesse em sair do partido", disse o governador durante entrevista na Rádio Jornal na manhã desta quinta-feira.

O senador e o ministro são favoráveis às reformas da Previdência e Trabalhista, mas o PSB é contra as propostas do governo Michel Temer (PMDB). O presidente nacional do PSB, Carlos Siqueira, já criticou os pernambucanos abertamente. O clima entre o dirigente e Fernando Bezerra Coelho também não é bom porque um quer se reeleger e o outro apoiará a candidatura do vice-governador de São Paulo à presidência do partido.

"O PSB, como todo partido, tem história, tradição, ideário programático, é progressista, sempre lutou por democracia e justiça, é um partido que discute muito as ideias. É um processo natural de todo partido, acontece de vez em quando em alguns os partidos e o PSB está passando por esse processo. Mas a gente sempre busca sentar na mesa e o diálogo é a forma mais adequada de superar essas questões. Tenho conversado com Fernando, com Fernando Filho, estive lá em Petrolina, com o prefeito Miguel Coelho", disse o governador, referindo-se a outro integrante da família Coelho.

Paulo Câmara afirmou que via Fernando Bezerra e Fernando Filho preocupados em ajudar o Brasil e Pernambuco e destacou que a dupla sempre foi solidária com o governo estadual na atração de recursos.

"Fernando um senador importante para Pernambuco e tem nos ajudado. Fernando Filho também. Eles têm um grupo político muito forte, atuante, que sempre esteve conosco, ajudou Eduardo (o ex-governador Eduardo Campos), me ajudou, a gente tem expectativa de continuar com eles para fazer o partido crescer em Pernambuco", afirmou o governador.

LEIA MAIS:

Com opinião contrária ao PSB, Fernando Bezerra diz que reforma trabalhista vai gerar empregos

'A decisão é dele', diz presidente do PSB sobre Fernando Filho

Presidente do PSB pede entrega imediata do cargo do ministro de Minas e Energia

Guerra entre lideranças do PSB por poder agita o partido

Batendo de frente com PSB, Fernando Filho fica no ministério

O jornalismo profissional precisa do seu suporte. Assine o JC e tenha acesso a conteúdos exclusivos, prestação de serviço, fiscalização efetiva do poder público e muito mais.

Apoie o JC

Últimas notícias