Copergás

Silvio Costa Filho debate privatização da Copergás com servidores

O líder da oposição na Alepe debateu com a categoria a criação da Frente Parlamentar na Assembleia contra a privatização da Copergás

Editoria de Política
Editoria de Política
Publicado em 26/09/2017 às 12:57
Roberto Soares / Alepe
O líder da oposição na Alepe debateu com a categoria a criação da Frente Parlamentar na Assembleia contra a privatização da Copergás - FOTO: Roberto Soares / Alepe
Leitura:

O líder da oposição na Assembleia Legislativa de Pernambuco (Alepe), o deputado estadual Silvio Costa Filho (PRB), esteve reunido nesta segunda-feira (25) com uma comissão de servidores da Companhia Pernambucana de Gás (Copergás), para debater com a categoria a criação de uma Frente Parlamentar na Assembleia para defender a não privatização da estatal. 

Silvio Costa Filho ressalta o papel da Copergás na economia do estado. “É preciso debater de forma transparente essa possibilidade de privatizar a Copergás e solicitar informações do porque querem privatizar a estatal. Por isso, vamos solicitar informações, criar a frente parlamentar e discutir o tema através de uma audiência pública em defesa da companhia”, afirmou o deputado. 

Um plano do BNDES com adesão do governo do Estado prevê que o leilão de privatização da Copergás, com a transferência de 17% da companhia para a iniciativa privada, ocorra no fim do segundo trimestre de 2018. A oposição promete cobrar coerência do PSB, que tem atuado contra a privatização da Chesf, tocada pelo ministro de Minas e Energia, Fernando Filho, que planeja deixar o PSB para ser candidato de oposição ao governador Paulo Câmara (PSB) em 2018.

O processo de privatização da Copergás tem impacto político porque pode expor o discurso contra a venda de empresas públicas que o PSB tem adotado no caso da Chesf para se diferenciar dos adversários da família Coelho. Tanto Lucas Ramos, quanto o deputado federal Danilo Cabral (PSB), que coordenam as frentes em defesa da distribuidora de energia na Alepe na Câmara Federal, integram o núcleo palaciano mais próximo ao governador Paulo Câmara. 

Apoio

O líder da oposição busca junto aos funcionários, preocupados com uma eventual geração de prejuízos ao estado com a privatização, na construção da agenda da Frente Parlamentar. “Quem garante que o Estado vai ser privilegiado com a venda? É um crime entregar o monopólio para uma transnacional que vai privilegiar outros Estados. Precisamos mostrar o que é a Copergás para os pernambucanos e a importância que ela tem, já que muita gente desconhece o que é a Companhia”, frisou.

A bancada de oposição da Alepe deve solicitar um pedido de informação sobre a situação fiscal e financeira da Copergás. 

Últimas notícias