Aliados

Armando sai em defesa do prefeito de São Lourenço, Bruno Pereira

Senador compareceu a coletiva de imprensa realizada por Bruno Pereira (PTB) para esclarecer denúncias que originaram operação Tupinambá, da Polícia Civil

Editoria de Política
Editoria de Política
Publicado em 29/09/2017 às 17:06
Agência Senado
Senador compareceu a coletiva de imprensa realizada por Bruno Pereira (PTB) para esclarecer denúncias que originaram operação Tupinambá, da Polícia Civil - FOTO: Agência Senado
Leitura:

O senador Armando Monteiro Neto (PTB) esteve na coletiva de imprensa realizada nesta sexta-feira (29) pelo prefeito afastado de São Lourenço, Bruno Pereira (PTB), para demonstrar apoio ao seu correligionário. Na coletiva, Bruno prestou esclarecimentos sobre a Operação Tupinambá, deflagrada nesta quarta-feira (27) pela Polícia Civil, em parceria com o Ministério Público de Pernambuco (MPPE) e Tribunal de Contas de Pernambuco para investigar esquema de desvio de renda e bens na Prefeitura de São Lourenço da Mata. 

"Eu quero dizer a vocês que estou aqui hoje me sentindo muito bem, porque eu pude perceber a firme disposição do prefeito Bruno Pereira (PTB) de dar todos os esclarecimentos necessários e de poder garantir que ao longo de todo esse processo de investigação, eu tenho certeza que restará comprovada o seu senso de responsabilidade, a sua idoneidade, portanto, essa disposição que ele revela de poder aqui prestar contas, se submeter ao escurantismo da imprensa de Pernambuco como ele fez", disse o senador. 

Operação Tupinambá

O prefeito, dois secretários municipais e três membros da Comissão Permanente de Licitações foram afastados de suas atividades e impedidos de acessar as dependências da prefeitura. Eles são investigados pelos crimes de fraude em licitação, falsidade ideológica, apropriação indébita, desvio de bens e rendas, falsidade ideológica. Nas investigações, a Polícia encontrou indícios da existência de funcionárias fantasmas atuando na saúde do município. 

Últimas notícias