PSDB

Elias Gomes busca apoio de Alckmin para sua candidatura ao governo

Segundo Elias, Alckmin deu apoio para que o tucano dê continuidade à sua pré-candidatura pelo PSDB

Editoria de Política
Editoria de Política
Publicado em 11/12/2017 às 13:11
Foto: Reprodução / Facebook
Segundo Elias, Alckmin deu apoio para que o tucano dê continuidade à sua pré-candidatura pelo PSDB - FOTO: Foto: Reprodução / Facebook
Leitura:

O ex-prefeito de Jaboatão dos Guararapes, Elias Gomes (PSDB), é um dos nomes em Pernambuco que busca se cacifar para a disputa ao governo de Pernambuco nas eleições de 2018. Com pré-candidatura anunciada desde o mês de setembro deste ano, ele conversou com o governador de São Paulo e novo presidente do PSDB, Geraldo Alckmin após a Convenção Nacional do PSDB em Brasília, realizada no último sábado (9), em Brasília.

Segundo Elias, Alckmin deu apoio para que o tucano dê continuidade ao seu projeto. A condição seria o comprometimento do ex-prefeito com um discurso alinhado às novas propostas do PSDB. O novo presidente defendeu abertamente a agenda de reformas e a política econômica do presidente Michel Temer (PMDB) durante a convenção. Ele busca fechar questão no partido a favor da Reforma da Previdência, mas encontra resistência de muitos parlamentares tucanos. 

"No meu entendimento, houve um sinal verde para levar adiante o meu projeto de pré-candidatura, sem, naturalmente, perder de vista a possibilidade de dialogar com outras forças políticas e sem que haja precipitação de decisões. E é neste caminho que vou continuar o trabalho que iniciei recentemente, fortalecendo o pré-lançamento do meu nome com uma atuação fora do convencional", afirmou Elias. 

Em um acordo costurado com o então ministro das Cidades, o deputado federal Bruno Araújo (PSDB), ele foi anunciado como "pré-candidato" na Convenção do PSDB de Pernambuco. O entendimento busca a unidade dos tucanos no Estado. Por duas vezes Elias quase assumiu a presidência do PSDB, mas não o fez por causa de um acordo com o grupo de Bruno para que chefiasse a legenda a partir de 2017. Cotado para concorrer ao governo ou ao Senado pela sigla, porém, Bruno acabou colecionando apoios e eleito novo presidente do PSDB-PE. Mas Bruno deixou claro que a definição se o partido terá candidato ou não, porém, só se dará depois.

Em contrapartida, quando assumiu a presidência do PSDB-PE, Bruno Araújo disse estar pronto para disputar um cargo majoritário e seu nome é cotado para compor uma chapa oposicionista em 2018. Ele, inclusive, é um dos nomes que promove o ato nesta segunda-feira (11) do grupo Pernambuco Quer Mudar, que vem se articulando como uma força de oposição ao governador Paulo Câmara (PSB) nas eleições estaduais. O grupo, liderado pelo senador Fernando Bezerra Coelho, também é composto pelos ministros Fernando Filho (sem partido) e Mendonça Filho (DEM), o senador Armando Monteiro (PTB) e os ex-governadores João Lyra Neto e Joaquim Francisco (ambos do PSDB). 

Campanha

Elias Gomes tem percorrido o estado no #PEnaestrada, projeto em que pretende visitar todos os municípios pernambucanos até o início do próximo ano e construir uma programa de governo com o auxílio da população. "Em todos os municípios que tenho visitado, encontro muita receptividade a mim e ao que tenho defendido. Tenho uma plataforma já criada e o meu debate tem sido, afinal , com base em ideias e mudanças concretas e objetivas”, contou o pré-candidato. 

O jornalismo profissional precisa do seu suporte. Assine o JC e tenha acesso a conteúdos exclusivos, prestação de serviço, fiscalização efetiva do poder público e muito mais.

Apoie o JC

Últimas notícias