Pré-candidata

Durante ato em Surubim, Marília Arraes faz afago a João Paulo

O ex-prefeito do Recife é visto como um fiador para uma retomada da aliança com o PSB, o que inviabilizaria candidatura de Marília

Luisa Farias
Luisa Farias
Publicado em 05/03/2018 às 11:19
Foto:
O ex-prefeito do Recife é visto como um fiador para uma retomada da aliança com o PSB, o que inviabilizaria candidatura de Marília - FOTO: Foto:
Leitura:

Durante ato no último sábado (3) em Surubim, no Agreste do estado, a vereadora do Recife Marília Arraes (PT) voltou a defender a sua candidatura ao governo do Estado pelo PT. No discurso, fez um movimento importante de afago a João Paulo. O ex-prefeito do Recife é visto como um dos fiadores locais para uma retomada da aliança com o PSB.

Ao lado do governador Paulo Câmara (PSB), João Paulo poderia ocupar a vice ou sair para senador. Os rumores cresceram com encontros entre o governador e Lula. No Carnaval, João Paulo e Paulo se encontraram durante a apresentação dos papangus de Bezerros, no Agreste.

“Não adianta causar intriga, tentar revoltar nossa base nem dispersar o nosso discurso”, afirmou Marília. A vereadora voltou a defender a política social do governo do ex-presidente Lula (PT). “Antes de Lula chegar, em Pernambuco começou essa onda. Em 2000, Recife elegeu o primeiro trabalhador, peão de fábrica, que começou uma revolução social”, disse, sobre João Paulo.
A vereadora acusou Paulo Câmara de “fazer firula” ao tratar de questões como o abastecimento de água e ações para os trabalhadores rurais. “Não tem como tratar assuntos sérios com politicagem”, afirmou.

Pernambuco Quer Mudar

Em mais uma crítica a Paulo, ela ainda aproveitou para cutucar o ato da frente Pernambuco Quer Mudar. “O lado de lá se dividiu entre a base que apoia Michel Temer e a base que não tem coragem de assumir que apoia”, afirmou. “A gente não precisa disputar o legado de Arraes porque sabemos o lado que Arraes não estaria. Arraes não estaria contra o direito do trabalhador”.

O grupo de oposição intitulado Pernambuco Quer Mudar confirmou durante evento em Caruaru, no Agreste, sábado passado (3), que terá apenas um candidato para disputar o governo de Pernambuco contra Paulo Câmara (PSB). O nome deverá ser anunciado até dia 20 de abril. No dia 7 do mesmo mês, será realizado o próximo ato dos oposicionistas, em Ipojuca, na Região Metropolitana do Recife.

O candidato pode ser um dos dois senadores que lideram o grupo, Armando Monteiro Neto (PTB) ou Fernando Bezerra Coelho (MDB).

O jornalismo profissional precisa do seu suporte. Assine o JC e tenha acesso a conteúdos exclusivos, prestação de serviço, fiscalização efetiva do poder público e muito mais.

Apoie o JC

Últimas notícias