DEBATE

Paulo Câmara diz que Armando quis enganar Pernambuco no debate da Rádio Jornal

Paulo Câmara (PSB) buscou se contrapor a Armando Monteiro (PTB) durante o debate da Rádio Jornal, o primeiro entre os candidatos ao governo do Estado

Paulo Veras
Paulo Veras
Publicado em 28/08/2018 às 11:43
Foto: Diego Nigro/JC Imagem
FOTO: Foto: Diego Nigro/JC Imagem
Leitura:

Ao final do debate da Rádio Jornal, o governador Paulo Câmara (PSB) acusou o principal adversário, o senador Armando Monteiro (PTB), de querer enganar o povo de Pernambuco ao tentar atribuir ao socialista responsabilidade sobre o governo Michel Temer (MDB). No primeiro debate entre os candidatos ao governo do Estado, Paulo disse que Armando está no palanque de Temer, ao que o petebista reagiu afirmando que o PSB deu votos fundamentais para o impeachment de Dilma Rousseff (PT).

"Eu vejo isso como querer enganar o povo pernambucano. Todos nós sabemos da nossa posição contra o presidente Temer. Pernambuco foi retaliado por isso. É só ver a autonomia de Suape que foi marcada a data. Como nós nos posicionamos contra a reforma trabalhista, ele cancelou e até hoje a autonomia de Suape não aconteceu. Nós temos claramente a nossa posição política contrária ao governo Temer, que está fazendo muito mal ao Brasil", afirmou Paulo Câmara.

"Quem está junto do presidente Temer é o Armando. Que tem no seu palanque os ex-ministros de Temer. E com essa agenda do Temer que ele quer implantar em Pernambuco e a gente não vai deixar. O povo não quer essa agenda. O povo quer uma agenda diferente, que já fez bem a Pernambuco, que foi quando o presidente Lula foi presidente", emendou o governador.

Foto: Diego Nigro/JC Imagem
- Foto: Diego Nigro/JC Imagem
Foto: Diego Nigro/JC Imagem
- Foto: Diego Nigro/JC Imagem
Foto: Diego Nigro/JC ImagemFoto: Diego Nigro/JC Imagem
- Foto: Diego Nigro/JC ImagemFoto: Diego Nigro/JC Imagem
-

Promessas

Paulo Câmara admitiu ter sido muito cobrado pelas promessas feitas em 2014, mas que ainda não saíram do papel. O governador lamentou não ter tido tempo suficiente de apresentar tudo o que fez no primeiro mandato. "Esse foi o primeiro debate. Tenho a expectativa de que nos próximos a gente possa debater mais sobre vários temas. E que haja possibilidade de a gente falar tudo aquilo o que a gente fez, porque a gente fez muita coisa, e o que a gente quer fazer no futuro. Foram anos de crise. Mas Pernambuco se preparou, está pronto. É um estado eficiente reconhecido nacionalmente como fez mais com menos. E eu quero continuar governando Pernambuco para fazer cada vez mais pelo nosso povo", afirmou o socialista.

Alvo dos demais candidatos, Paulo focou na disputa direta com Armando. Ele direcionou a primeira pergunta ao petebista e tentou fazer o mesmo na segunda rodada, mas não pode porque o senador já havia sido questionado. Além dos dois, Dani Portela (PSOL) e Maurício Rands (PROS) também participaram do debate da Rádio Jornal, que durou quase duas horas e teve apresentação de Geraldo Freire.

Últimas notícias