SAÚDE MENTAL

Comprar demais pode ser doença

Oniomania é caracterizada como transtorno do controle dos impulsos e leva indivíduos a terem vontade repetitiva e dominadora de adquirir produtos

Cinthya Leite
Cinthya Leite
Publicado em 28/07/2012 às 12:38
Site stock.xchng
Oniomania é caracterizada como transtorno do controle dos impulsos e leva indivíduos a terem vontade repetitiva e dominadora de adquirir produtos - FOTO: Site stock.xchng
Leitura:

Neste domingo (29/7), a revista Arrecifes do Jornal do Commercio traz matéria sobre compra compulsiva, também chamada de oniomania. Descrita pela primeira vez como um distúrbio psiquiátrico no começo do século 20, o problema pode ser caracterizado como um transtorno do controle dos impulsos e faz com que indivíduo experimentem uma vontade irresistível, repetitiva e dominadora de adquirir produtos diversos. 

Estima-se que cerca de 5% da população geral tenham o problema. As pessoas que convivem com essa condição só conseguem obter alívio da tensão através do ato descontrolado de comprar, seguido por grande satisfação.

Para a medicina, a compra compulsiva é uma desordem que merece atenção porque as sensações de prazer que vêm com a síndrome geralmente estão associadas a sensações de culpa, autorrecriminação e problemas financeiros. Esse cenário é mote de estudo desenvolvida pela pesquisadora Maria dos Remédios Antunes, professora da Universidade Federal de Campina Grande (UFCG). 

Ela recruta pessoas voluntárias que preenchem critérios de compradores compulsivos para participar do trabalho. “Aos portadores do transtorno que participarem da pesquisa, será oferecido atendimento gratuito no ambulatório de psiquiatria do Hospital Universitário Oswaldo Cruz. Além disso, eles serão encaminhados ao Programa de Tratamento de Consumidores Superendividados (ProEndividados) do Tribunal de Justiça do Estado de Pernambuco”, diz Maria dos Remédios. 

Segundo especialistas no assunto, os principais problemas causados pelas compras compulsivas são dívidas públicas, incapacidade em efetuar pagamentos, consequências jurídicas e financeiras, como também sentimentos de culpa. 

SAIBA MAIS

Pessoas que acreditam ter o transtorno do comprar compulsivo e desejam participar do estudo da pesquisadora Maria dos Remédios Antunes devem enviar e-mail para remediosantunes@hotmail.com. Antes de serem aceitados para o estudo, os interessados serão avaliados a partir de critérios de inclusão e de exclusão para compradores compulsivos.

* Leia a matéria completa na revista Arrecifes, do Jornal do Commercio, deste domingo (29/7). 

 

O jornalismo profissional precisa do seu suporte. Assine o JC e tenha acesso a conteúdos exclusivos, prestação de serviço, fiscalização efetiva do poder público e muito mais.

Apoie o JC

Últimas notícias